UFLA divulga resultado do PAS – período de matrícula é 2/2 a 7/2

A Universidade Federal de Lavras (UFLA) divulgou nesta quinta-feira (25/1) a lista de candidatos aprovados no Processo de Avaliação Seriada (PAS) para o 1º período letivo regular de 2018.

A matrícula deve ser feita de 2/2 a 7/2. Os aprovados deverão entregar a documentação à Diretoria de Registro e Controle Acadêmico (DRCA), presencialmente ou por Sedex, de acordo com as instruções de matrícula. Essa documentação inclui a ficha-cadastro, disponível em www.drca.ufla.br, impressa e assinada.

Veja aqui a lista de aprovados pelo PAS, lista de espera e relatório de desempenho individual.

Veja aqui as instruções de matrícula para candidatos aprovados.

O PAS é um processo de seleção aplicado em três etapas, uma ao final de cada ano do ensino médio. A terceira etapa é correspondente ao Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). A UFLA destina 40% das vagas dos cursos de graduação presenciais do primeiro período letivo de cada ano aos candidatos do PAS.

Em cumprimento à Lei nº 12.711, de 29/8/2012, regulamentada pelo Decreto nº 7.824, de 11/10/2012 e pela Portaria Normativa nº 18, de 11/10/2012, do Ministro de Estado da Educação, publicados no Diário Oficial da União de 15/10/2012, a UFLA realiza a reserva de vagas, por curso, para os estudantes que tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas.

Como 3ª Etapa do PAS, são consideradas as notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem/2017) que foram oficialmente fornecidas à UFLA pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira – Inep/MEC, de acordo com a Resolução CEPE nº 063, de 15/4/2009.

Interposição de Recursos

O prazo para interposição de recurso contra o resultado final da 3ª etapa é até o dia 29/1. Para isso, o candidato deve preencher o formulário disponível no site da Diretoria de Processos Seletivos (Dips).

 

Informações sobre a matrícula

 Informações sobre aproveitamento de créditos e recepção de calouros

Informações sobre avaliação socioeconômica, Restaurante Universitário e alojamento estudantil

Confira informações sobre a vida acadêmica na UFLA no Blog do Calouro.

Espetáculo Expressão, Música e Dança homenageia Carlos Drummond de Andrade

A 12ª Edição do “Espetáculo Expressão, Música e Dança” foi realizada na noite de quarta-feira (24/1), no Salão de Convenções da UFLA. O tradicional evento, que faz parte da disciplina “Atividades Rítmicas e Expressivas” dos cursos de Educação Física (Bacharelado e Licenciatura),  envolveu alunos e membros da comunidade lavrense em performances artísticas inspiradas na obra do poeta mineiro Carlos Drummond de Andrade.

Ao todo, foram nove apresentações, incluindo interpretações teatrais, rítmicas e musicais. De acordo com a coordenadora do projeto e professora do Departamento de Educação Física (DEF), Priscila Carneiro Valim-Rogatto, a referência a Drummond é uma forma de ressaltar a importância de sua poesia. “Nesta edição, quisemos homenagear um poeta, e nada melhor que um artista mineiro. O sentido foi colocar toda a mudança que sua obra proporcionou em movimento”, explica a professora.

Para os estudantes de Educação Física, o espetáculo tem caráter avaliativo nos quesitos complexidade, criatividade e expressividade. Todas as apresentações são filmadas e, ao final do evento, a professora dá o retorno do trabalho. “No início do semestre, alguns ficam receosos com a experiência, mas vão se soltando aos poucos, ganhando confiança. É um componente de expressão corporal, que tem diversas aplicações tanto na licenciatura, para a formação básica de crianças e jovens, quanto no bacharelado, com infinitas possibilidades de se trabalhar de forma dinâmica com adultos, idosos, em qualquer situação”, conta.

Na próxima edição, o evento abordará o tema Mitologia, com inscrições abertas a toda a comunidade de Lavras. A atividade conta com o apoio da Pró-reitoria de Extensão e Cultura (Proec).

Sobre Drummond

Carlos Drummond de Andrade nasceu em 1902 na cidade mineira de Itabira. Sua carreira como teve início como redator no jornal “Diário de Minas”, que serviu de acesso para as publicações modernistas do poeta. Entre suas principais obras, estão: “Brejo das Almas” (1934), “Os Ombros Suportam o Mundo” (1935), “Elegia” (1938), “Sentimento do Mundo” (1940), “José” (1942), “A Rosa do Povo” (1945), “Claro Enigma” (1951), “Fazendeiro do Ar” (1954), “Lição de Coisas” (1962), “Boitempo” (1968), “Discurso de Primavera e Algumas Sombras” (1977), “Corpo” (1984), “Amar se Aprende Amando” (1985), “O Avesso das Coisas” (1988). Vários de seus livros foram traduzidos para o espanhol, inglês, francês, italiano, alemão, sueco e tcheco. Morreu no Rio de Janeiro, em 17 de agosto de 1987, sendo considerado o mais influente poeta brasileiro do século 20.

Confira as fotos do 12ª Edição do “Espetáculo Expressão, Música e Dança”

UFLA recebeu comitiva da Universidade de Poznan, da Polônia

Quatro representantes da Universidade de Poznan, na Polônia, estiveram na UFLA de 16 a 22 de janeiro. Eles visitaram diversos setores, apresentaram áreas de pesquisas e participaram de reuniões na Diretoria de Relações Internacionais (DRI), no dia 18; e com a Pró-Reitoria de Pesquisa (PRP), no dia 19, a fim de discutir parcerias.

A comitiva foi composta pelo professor Roman Hotubowicz, pela doutoranda Anna Gatczyńska e pelos estudantes de PhD Xia Xianzong e Isaias Emilio Paulino do Carmo (este, mediador da visita, ex-aluno da UFLA, onde formou-se em Engenharia Florestal e fez mestrado no Programa de Pós-Graduação em Engenharia Florestal).

O foco das reuniões com a Universidade foi iniciar contatos para estabelecer programas conjuntos de pesquisas, com o intercâmbio de pesquisadores. A cooperação se concentrará em pesquisa e treinamento, bem como nas inovações tecnológicas no campo das ciências agrárias, especialmente horticultura, produção de sementes e energia renovável – saneamento com produção de biogás.

Na UFLA, o grupo visitou os setores de Fruticultura, Sementes, Cafeicultura e o Laboratório de Plantas Oleaginosas, Óleos, Gorduras e Biodiesel. Na sexta (19), realizaram uma série de apresentações sobre suas linhas de pesquisa na universidade polonesa, atendendo também aos estudantes interessados em realizar intercâmbio.

Ainda no Brasil, eles visitaram a região, passando pelas cidades históricas de São João Del Rei e Tiradentes, além de Carrancas.  Também visitaram uma empresa de sementes em Uberlândia (MG) e a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa – Hortaliças,) em Brasília (DF).

 

I Conferência sobre Estudos Africanos e Latinos será realizada na UFLA

A Universidade Federal de Lavras (UFLA) e a National Association of African American Studies and Affiliates (Associação Nacional de Estudos Afro-americanos e Afiliadas/NAAAS) realizarão a I Conferência sobre Estudos Africanos e Latinos de 28 a 30 de maio.

​As inscrições dos interessados que possuem vínculo com a UFLA deverão ser feitas no Sistema Integrado de Gestão (SIG). Os demais deverão realizar o cadastro no SIG por meio do Cadastro de Participantes Externos. Após o cadastro, basta fazer a inscrição no evento 1st NAAAS Conference at UFLA/ I Conferência sobre Estudos Africanos e Latinos. Para mais informações, assista ao tutorial no link: https://naaasconferenceatufla.weebly.com/normas-para-inscricao-e-submissao-de-resumos.html

O primeiro evento internacional com a colaboração dessas duas instituições se constituirá em uma ocasião propícia ao intercâmbio e debate de saberes, experiências e novos desenvolvimentos teóricos entre interessados em questões africanas e afro-americanas, hispânicas, latinas e chicanas, indígenas e asiáticas.

O Congresso contará com a participação de professores, estudantes de graduação e pós-graduação de diferentes áreas do conhecimento da UFLA, da NAAAS e de outras Instituições e Grupos Comunitários por meio de Mesas Redondas, Simpósios, Comunicações e Pôsteres e Apresentações Culturais.

Programação do evento: https://naaasconferenceatufla.weebly.com/programacao.html

Pitaia: conheça a fruta exótica, típica do verão, que tem conquistado o mercado brasileiro

Ela pode parecer estranha por fora, ganhou o nome de “fruta do dragão” em alguns países, mas o sabor suavemente adocicado da pitaia tem atraído muita gente. A fruta, da família cactaceae, é típica de regiões de clima quente e teve sua origem no México. No Brasil, o cultivo da pitaia começou na década de 90, com a produção concentrada no estado de São Paulo. Na Universidade Federal de Lavras (UFLA), o primeiro cultivo feito para estudos teve início em 2007, com o objetivo de ampliar as pesquisas com essa frutífera. Desde então, uma série de experimentos têm sido desenvolvidos como: propagação, adubação, poda, polinização artificial, colheita e pós-colheita.

Para o professor do Departamento de Agricultura (DAG/UFLA), José Darlan Ramos, o cultivo da pitaia pode ser uma grande alternativa de diversificação da propriedade, sendo indicada principalmente para o pequeno produtor “Ela é uma frutífera que tem uma boa aceitação, e se encaixa nos princípios da agricultura familiar, não exige muito em seu manejo, apresenta  certa rusticidade e por isso não necessita de uso de agroquímicos, consequentemente colaborando com a conservação do meio ambiente.”

A fruta é escamosa e possui três principais variedades para o consumo:  Hylocereus polyrhizus, vermelha por dentro com casca rosada, conhecida como pitaia vermelha, a Hylocereus megalanthus, com polpa branca e casca amarela, que é a pitaia-amarela, e a Hylocereus undatus, de polpa branca e casca rosada, que é a mais comum, a pitaia-branca.

Cada uma delas com sua particularidade, de acordo com o professor: “A pitaia de casca vermelha e polpa branca e a vermelha de polpa vermelha possuem um mercado equilibrado entre si, contudo a de casca amarela e polpa branca pode apresentar tem o dobro do preço”. A explicação de acordo com o pesquisador, é por conta da baixa produtividade, ainda, das espécies devido à ao fato do cultivo ainda ser recente: “Existe uma série de dificuldades que a pesquisa ainda não conseguiu resolver, na verdade, as pesquisas estão se iniciando com a pitaia vermelha de polpa branca e com a de polpa vermelha. Das três, a amarela é a que tem melhor sabor, mas demora muito para se desenvolver e atingir a maturação. Ainda há muito para ser estudado. ”

No mercado, o valor comercial da pitaia é alto já que a oferta é menor que a demanda, conforme explica o professor Darlan: “Apesar de ter tido um alto crescimento no plantio nos últimos dois anos, essas plantas ainda não começaram a produzir. Na nossa região, a produção do fruto vai de novembro a maio. No início desse período o preço é alto, contudo em janeiro e fevereiro o preço cai. O quilo chega a variar de R$100 no início e final da colheita e chega a R$8 no pico da oferta.” Para o especialista, com o tempo é possível que esse preço se estabilize e que a fruta possa ser encontrada com mais facilidade “Talvez num curto período tenhamos tecnologias disponíveis para prolongar esse período de oferta, que facilite tanto para o mercado quanto para o produtor.”

E você, já conhece a pitaia? Em breve uma série de matérias sobre a fruta serão disponibilizadas aqui na nossa página.

Karina Mascarenhas- jornalista, bolsista Dcom/Fapemig. 

Congresso Mineiro de Engenharia de Alimentos será realizado na UFLA- inscrições abertas

A Universidade Federal de Lavras (UFLA), pela quarta vez, será sede do Congresso Mineiro de Engenharia de Alimentos, a ser realizado nos dias 11 a 14 de abril, com o tema  “Alimentando o Brasil com conhecimento”.

As inscrições já estão abertas no site do Congresso e são limitadas, assim como as vagas em cada área temática. A submissão de trabalhos também já iniciou e irá até o dia 28 de fevereiro. Acesse o site para ter acesso aos editais e mais informações: www.cmea2018.com.br.

O Congresso tem como principal objetivo promover a troca de informações sobre desenvolvimento tecnológico e científico na área de Engenharia, Ciência e Tecnologia de Alimentos. Além disso, desde sua criação, o evento vem reunindo pesquisadores e profissionais da área, bem como estudantes de graduação e pós-graduação dos mais diversos locais. O evento será composto por palestras de abertura e encerramento, áreas temáticas com parte teórica e prática, visitas técnicas, apresentação de trabalhos de pesquisa e muito mais.

Palestra sobre o Programa de Mobilidade Acadêmica será realizada hoje na UFLA

Nesta quinta-feira (25/1), entre 16h e 17h, será realizada no Anfiteatro de Biologia da Universidade Federal de Lavras (UFLA) uma palestra sobre o Programa Andifes de Mobilidade Acadêmica, promovida pelo professor Denis Renato de Oliveira, coordenador do Programa de Bolsas de Mobilidade Estudantil (Pame) e pela Coordenadoria de Programas e Projetos.

Os palestrantes apresentarão como funciona o Pame. Uma oportunidade para os estudantes complementarem sua experiência acadêmica através da possibilidade de cursar componentes curriculares em qualquer Instituição de Ensino Superior no País integrante do Convênio.