Arquivo da tag: zootecnia

Professor da UFLA realiza pesquisa em parceria com universidades da Itália e Alemanha

O professor do Departamento de Zootecnia (DZO) da Universidade Federal de Lavras (UFLA) Thiago Fernandes Bernardes viajou para Itália e Alemanha durante os meses de agosto e setembro a fim de coletar dados para a pesquisa “Caracterização de híbridos de milho pra silagem”.

O projeto é uma parceria entre UFLA e University of Turin, da Itália e University of Bonn, da Alemanha, e tem como objetivo radiografar a real situação dos híbridos brasileiros mais utilizados para a produção de silagem em termos de produtividade (massa e grãos) e valor nutritivo.

A pesquisa terá duração de dois anos e os híbridos plantados no Brasil serão comparados com os dos respectivos países, na intenção de perceber a proximidade do material brasileiro com relação ao plantado em clima temperado que, na teoria, possuem um valor nutritivo superior.

Na ocasião, o professor Thiago ministrou palestra para pesquisadores de oito países durante a conferência European Maize Meeting, em Kleve, Alemanha, sobre a produção de silagem de milho no Brasil.

Panmela Oliveira – comunicadora e bolsista Dcom/Fapemig

 

Seminário Mineiro de Zootecnia do CRMV-MG foi aberto na UFLA

Carlos Saad, Soraya Botelho, José Alvarez e Adauto Barcelos
Carlos Saad, Soraya Botelho, José Alvarez e Adauto Barcelos

O IV Seminário Mineiro de Zootecnia do Conselho Regional de Medicina Veterinária (CRMV-MG) foi aberto, na UFLA, na manhã do dia 5. O evento é constituído por palestras ministradas por profissionais vinculados a instituições de ensino e pesquisa, e irá até o dia 6. A programação apresenta como tema a zootecnia e as mudanças climáticas no setor agropecuário.

Durante a abertura, o coordenador do Departamento de Zootecnia, professor Carlos Eduardo do Prado Saad, lembrou que o momento é ideal para o evento na UFLA, já que, em 2016, completam-se 50 anos da primeira aula de um curso de Zootecnia no Brasil. Ele também destacou que o seminário trata de questões atuais do campo de trabalho dos zootecnistas.

Da mesma forma, o tesoureiro do CRMV-MG, José Ricardo Alvarez, afirmou que a escolha dos temas do evento buscam chamar a atenção dos profissionais. Ele também abordou a história do seminário, que teve duas edições realizadas em Belo Horizonte e uma em Uberaba, antes de Lavras.

O organizador do evento Adauto Barcelos (pesquisador da Epamig e conselheiro do CRMV) ressaltou que o seminário demonstra que a Zootecnia tem um campo amplo de trabalho, principalmente no que concerne à área ambiental.

A pró-reitora de Graduação da UFLA, professora Soraya Alvarenga Botelho, representou o reitor durante a abertura do encontro. Ela enalteceu a escolha do tema, defendendo que as mudanças climáticas devem ser discutidas e pesquisadas, a fim de gerar tecnologias que mitiguem seus impactos negativos.

O seminário é uma realização do CRMV-MG, por meio da Comissão de Zootecnia do Conselho, com o apoio da Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig) e da UFLA.

Programação – 5 de maio

  • 8h30 – Abertura
  • 9 horas – As Mudanças Climáticas e o Setor Agropecuário (palestrante: João Ricardo Albanez – Seapa/MG e CRMV/MG; moderador: Adauto Ferreira Barcelos – Epamig – CRMV-MG)
  • 10h15 – Intervalo
  • 10h30 – Alternativas Econômicas na Utilização dos Dejetos Sólidos e Efluentes da Pecuária (palestrante: profª Adriane de Andrade Silva – UFU; moderador: Rodrigo Afonso Leitão – IFTM – Campus Uberaba e CRMV-MG)
  • 11h45 – Almoço
  • 13h30 – Redução da Emissão de Metano pelos Ruminantes: o papel de aditivos, fatores nutricionais e alimentos (palestrante: Heloisa Carneiro – Embrapa Gado de Leite; moderador: João Ricardo Albanez – Seapa-MG e CRMV-MG)
  • 14h45 – Intervalo
  • 15 horas – Melhoria da Eficiência Ruminal: inoculação de bactérias (palestrante: Heloisa Carneiro – Embrapa Gado de Leite; moderador: Clenderson Corradi de Mattos Gonçalves – Epamig Sul)
  • 16h15 – Uso da Silagem de Milho Reidratado na Dieta de Bovinos (palestrante: Renata Apocalypse Nogueira Pereira – Epamig Sul; moderador: João Ricardo Albanez – Seapa-MG e CRMV-MG)

 

Programação – 6 de maio

  • 8h30 – Emissão de Gases de Efeito Estufa pela Pecuária e Ação Mitigadora da Integração Lavoura Pecuária (palestrante: Domingos Sávio Queiroz – Epamig Oeste; moderador: Domingos Sávio Campos Pasciullo – Embrapa Gado de Leite)
  • 9h45 – Intervalo
  • 10 horas – Pastagens Degradadas e Recuperadas: emissão ou resgate de gás carbônico (palestrante: Domingos Sávio Campos Pasciullo – Embrapa Gado de Leite; moderador: Domingos Sávio Queiroz – Epamig Oeste)
  • 11h15 – Encerramento

 

 

Nos dias 5 e 6, UFLA sedia Seminário Mineiro de Zootecnia do CRMV-MG

IVzootecniaNos dias 5 e 6, ocorrerá na UFLA o IV Seminário Mineiro de Zootecnia do Conselho Regional de Medicina Veterinária (CRMV-MG). O evento será aberto no dia 5, às 8h30, no Salão de Convenções, e será constituído por palestras de profissionais vinculados a instituições de ensino e pesquisa. Os interessados em participar do seminário podem se inscrever gratuitamente pelo site www.crmvmg.org.br. Também será possível fazer a inscrição antes da abertura do evento.

Nesta edição, o seminário aborda a zootecnia e as mudanças climáticas no setor agropecuário. De acordo com o organizador Adauto Barcelos (pesquisador da Epamig e conselheiro do CRMV-MG), há uma preocupação do Conselho em explorar temas atuais. Outro objetivo da organização, ao tornar o seminário itinerante, foi o de atingir um número maior de profissionais, em regiões diversas.

O seminário é uma realização do CRMV-MG, por meio da Comissão de Zootecnia do Conselho, com o apoio da Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig) e da UFLA.

Programação – 5 de maio

  • 8h30 – Abertura
  • 9 horas – As Mudanças Climáticas e o Setor Agropecuário (palestrante: João Ricardo Albanez – Seapa/MG e CRMV/MG; moderador: Adauto Ferreira Barcelos – Epamig – CRMV-MG)
  • 10h15 – Intervalo
  • 10h30 – Alternativas Econômicas na Utilização dos Dejetos Sólidos e Efluentes da Pecuária (palestrante: profª Adriane de Andrade Silva – UFU; moderador: Rodrigo Afonso Leitão – IFTM – Campus Uberaba e CRMV-MG)
  • 11h45 – Almoço
  • 13h30 – Redução da Emissão de Metano pelos Ruminantes: o papel de aditivos, fatores nutricionais e alimentos (palestrante: Heloisa Carneiro – Embrapa Gado de Leite; moderador: João Ricardo Albanez – Seapa-MG e CRMV-MG)
  • 14h45 – Intervalo
  • 15 horas – Melhoria da Eficiência Ruminal: inoculação de bactérias (palestrante: Heloisa Carneiro – Embrapa Gado de Leite; moderador: Clenderson Corradi de Mattos Gonçalves – Epamig Sul)
  • 16h15 – Uso da Silagem de Milho Reidratado na Dieta de Bovinos (palestrante: Renata Apocalypse Nogueira Pereira – Epamig Sul; moderador: João Ricardo Albanez – Seapa-MG e CRMV-MG)

 

Programação – 6 de maio

  • 8h30 – Emissão de Gases de Efeito Estufa pela Pecuária e Ação Mitigadora da Integração Lavoura Pecuária (palestrante: Domingos Sávio Queiroz – Epamig Oeste; moderador: Domingos Sávio Campos Pasciullo – Embrapa Gado de Leite)
  • 9h45 – Intervalo
  • 10 horas – Pastagens Degradadas e Recuperadas: emissão ou resgate de gás carbônico (palestrante: Domingos Sávio Campos Pasciullo – Embrapa Gado de Leite; moderador: Domingos Sávio Queiroz – Epamig Oeste)
  • 11h15 – Encerramento

 

Professor da UFLA participou de fórum das Comissões de Animais Selvagens do CFMV

Encontro iniciou discussões para fortalecer a atuação profissional na área

carlos-eduardo-saadCom representantes dos Conselhos Regionais de 10 estados e Distrito Federal, além de integrantes da Comissão Nacional de Animais Selvagens, o I Fórum das Comissões Nacional e Regionais de Animais Selvagens do Sistema CFMV/CRMV’s foi realizado nos dias 12 e 13 de abril, em Brasília (DF). Presidente da CNAS, o professor Carlos Eduardo do Prado Saad (DZO) participou do evento e fez uma palestra sobre a atuação do zootecnista na nutrição de animais selvagens.

Defendendo a necessidade de aprimorar o papel dos profissionais nessa área, o professor argumentou que “Ainda há pouco conhecimento em relação aos requisitos nutricionais da maioria dos animais silvestres”, considerando a quantidade de espécies existentes. Entre os desafios nas pesquisas sobre animais selvagens, Saad citou o fator de estresse; o reduzido número de espécies para trabalhar ensaios nutricionais; e as mudanças de hábitos alimentares em cativeiro.

Durante o encontro, foram compartilhadas as dificuldades relatadas nos diferentes estados e discutidas estratégias de atuação em conjunto. Outras palestras abordaram: o ensino sobre animais selvagens; formação ambiental e cultural do zootecnista; produção comercial de animais silvestres; fiscalização preventiva; medicina da conservação; legislação e responsabilidade técnica.

O evento reuniu representantes dos Conselhos Regionais do Maranhão, Pará, Paraná, Piauí, Rio de Janeiro, Pernambuco, Paraíba, Santa Catarina, Minas Gerais, Distrito Federal e Amazonas, além dos integrantes da Comissão Nacional de Animais Selvagens (CNAS) do Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV). A CNAS é formada pelo professor Carlos Eduardo Saad, que preside a Comissão; a médica veterinária Débora Alves Ferreira; o médico veterinário Isaac Albuquerque; o médico veterinário João Luiz Rossi; e a médica veterinária Valéria Natascha Teixeira.

Com informações da Assessoria de Comunicação da CFMV

 

Professor da UFLA preside a Comissão Nacional de Animais Selvagens do CFMV

Comissão é presidida pelo prof. Carlos Eduardo Saad (primeiro à direita).
Comissão é presidida pelo prof. Carlos Eduardo Saad (primeiro à direita).

O chefe do Departamento de Zootecnia da UFLA (DZO), professor Carlos Eduardo do Prado Saad, é o atual presidente da Comissão Nacional de Animais Selvagens (CNAS) do Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV).  Os trabalhos da nova gestão foram iniciados em uma reunião ocorrida de 4 a 6 de maio, na sede do Conselho, em Brasília.

A CNAS assessora o CFMV em assuntos normativos referentes a animais selvagens. Apesar de ser uma comissão jovem, tem atuado em uma área relevante, evidenciada pela diversidade da fauna brasileira e necessidade de sua manutenção e valorização.

Durante o primeiro encontro, os membros discutiram a elaboração de um parecer técnico sobre a reabertura da Estrada do Colono, que corta o Parque Nacional do Iguaçu (Paraná). A estrada está fechada desde 2003 por determinação da Justiça Federal.

Outro assunto discutido pela CNAS foi a demanda pela liberação, pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), de medicamentos anestésicos para uso em animais de grande porte localizados em zoológicos.

O grupo também deu continuidade ao planejamento estratégico e retomou assuntos iniciados na gestão anterior – entre eles, a avaliação de consultas públicas do Conselho Nacional de Controle de Experimentação Animal  (Concea).

Além do professor Carlos Eduardo, a Comissão tem como constituintes os médicos veterinários: Isaac Manoel Barros Albuquerque, João Luiz Rossi Junior, Valéria Natasha Teixeira e Débora Rochelly Alves Ferreira. As próximas discussões da CNAS devem ocorrer em agosto.

 

Zoonoses veiculadas pelo leite e seus derivados será tema de palestra nesta quarta (26/11)

palestra-zoonoses-laticiniosO Núcleo de Estudos em Inspeção Veterinária (Neiv) realizará na quarta-feira (26/11), às 18h, a palestra “Zoonoses Veiculadas pelo Leite e seus Derivados”, ministrada pelo professor Geraldo Márcio da Costa.

A palestra ocorrerá na sala do PROIN, no Departamento de Zootecnia (DZO). Os interessados devem efetuar a inscrição no dia e local do evento a partir das 17h30. A inscrição tem o valor de R$ 5,00.

Mais informações podem ser obtidas na página oficial do evento no Facebook (clique aqui).

Leonardo Assad – jornalista – bolsista Ascom

 

Simpósio na UFLA discute alimentação de cães e gatos

simposio-caes-gatosO IV Simpósio de Nutrição de Cães e Gatos foi iniciado na manhã de 20 de setembro, no Salão de Convenções da UFLA. Estudantes, pesquisadores, docentes e profissionais da área reúnem-se neste evento para divulgar e discutir as pesquisas e avanços na área de nutrição, produção e qualidade de alimentos para cães e gatos. O evento é realizado na UFLA, nos dias 20 e 21/11.

Nesta edição, as palestras enfocam as soluções para o futuro, nesta área: como será a produção de alimentos para os animais de estimação daqui a 30 anos? Que aspectos as empresas produtoras deverão considerar para serem sustentáveis?

A mesa de abertura foi composta pela pró-reitora de Graduação da UFLA, professora Soraya Alvarenga Botelho (representando o reitor); chefe do Departamento de Zootecnia (DZO), professor Carlos Eduardo do Prado Saad; representante da comissão organizadora do evento, professora Flávia Maria de Oliveira Borges Saad; representante do PET- Zootecnia, discente Róger Dinali Ferreira; e representante do Nenac, discente Roberta Freitas Lacerda.

A importância de construir uma previsão para o futuro, aliada à sustentabilidade do planeta, foi ressaltada pelas falas dos docentes Flávia Maria, Carlos Eduardo e Soraya. O simpósio é uma realização da UFLA, organizado pelo PET Zootecnia e Núcleo de Estudos em Nutrição de Animais de Companhia (Nenac).

 

Presidente da Associação Brasileira de Angus fez palestra de abertura do Simab

O produtor Paulo Marques fez a primeira palestra
O produtor Paulo Marques fez a primeira palestra

O Simpósio de Melhoramento Animal e Biotecnologia (Simab) foi aberto na manhã do dia 6/11, no Anfiteatro Magno Antônio Patto Ramalho (UFLA). Estudantes, pesquisadores e profissionais reúnem-se, até 8/11, para assistir a uma programação sobre as atualizações e vantagens do melhoramento genético animal (aplicado a bovinos de corte e de leite e ao mercado agropecuário).

A primeira palestra foi feita pelo pecuarista Paulo de Castro Marques, presidente da Associação Brasileira de Angus e proprietário da Casa Branca Agropastoril Ltda. Na palestra, intitulada “Impacto no mercado financeiro com a utilização de animais modificados geneticamente”, ele dividiu suas experiências e procurou demonstrar como os produtores podem agregar valor ao negócio por meio do melhoramento genético.

simab-aberturaInterseção entre a zootecnia e a biologia, o melhoramento genético animal tem se destacado por ser responsável pela valorização dos animais portadores de avaliações genéticas e por contribuir com melhorias para o mercado. A importância da área foi enaltecida durante a solenidade de abertura, na qual estiveram presentes os professores: João José Marques (pró-reitor Adjunto de Pesquisa, representando o reitor da UFLA); Carlos Eduardo Saad, chefe do Departamento de Zootecnia; Sarah Laguna Meirelles e Rilke Tadeu de Freitas, orientadores do Gmab; e a coordenadora do Gmab, discente Aline de Cássia Estopa.

Durante o evento, serão realizadas palestras pela manhã e à tarde (exceto no dia 8, que tem atividades somente pela manhã). No dia 6, a programação enfoca o melhoramento genético aplicado à produção de bovinos de corte; no segundo dia, à produção de bovinos de leite; e no dia 8, ao mercado agropecuário.

O Simpósio é uma realização da UFLA, organizado pelo Grupo de Estudos em Melhoramento Animal e Biotecnologia (Gmab). Conta com o apoio dos Departamentos de Zootecnia (DZO) e de Biologia (DBI) da UFLA, Fapemig, Capes, Conselho Regional de Medicina Veterinária e DBO – A revista de negócios da pecuária.

Saiba mais: www.nucleoestudo.ufla.br/gmab.

Com informações de Luciana da Silva – bolsista Ascom/DZO

 

Inscrições abertas para a palestra “Efeito do Ambiente na Nutrição de Monogástricos”

No dia 23 de outubro, será realizada a palestra “Efeito do Ambiente na Nutrição de Monogástricos”, ministrada pelo professor Rony Antonio Ferreira, do Departamento de Zootecnia (DZO). A palestra terá início às 18 horas e ocorrerá na sala do Proin, no DZO.

O professor Rony Antonio Ferreira é especialista na área de Suinocultura e Bioclimatologia Animal. As inscrições têm o valor de R$ 5,00 e podem ser efetuadas na Cantina Central, Cantina da Veterinária ou com membros do Centro Acadêmico de Zootecnia.

Podem participar do evento estudantes de graduação, pós-graduação, profissionais atuantes na área e demais interessados. Mais informações podem ser obtidas na página oficial do Centro Acadêmico de Zootecnia no Facebook (clique aqui).

Leonardo Assad – jornalista – bolsista Ascom. Com informações de Luciana da Silva – bolsista Ascom/DZO.

 

Microbiologia zootécnica é tema de Dia de Palestras do Gemiz – inscreva-se

gemiz-logotipoO Grupo de Estudos em Microbiologia Zootécnica (Gemiz) promove, no dia 30 de outubro, o Dia de Palestras. Nesse evento, dois prelecionistas abordarão temas de interesse aos futuros profissionais em zootecnia. As palestras serão realizadas a partir das 18 horas, na sala do Proin (Departamento de Zootecnia – DZO). Os interessados em participar devem fazer a inscrição nos estandes do evento, na Cantina Central ou na lanchonete próxima ao DZO. O valor é de R$5,00.

Palestras

A primeira palestra será proferida pelo fiscal federal agropecuário Nélio Ricardo do Amaral Castro, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). Ele falará sobre a implementação de programa de boas práticas de fabricação (BPF) em estabelecimentos fabricantes de produtos destinados à alimentação animal. A saúde e integridade intestinal dos animais será o tema da palestra do professor Roberto Maciel de Oliveira (DZO), a partir das 19h30.

Sobre o Gemiz

O Gemiz é coordenado pelo professor Roberto Maciel e teve sua criação formalizada em julho deste ano. O Grupo tem o objetivo de promover o aprendizado contínuo na área de Microbiologia Zootécnica e difundir o conhecimento através de atividades como reuniões, palestras, oficinas, jornadas, simpósios, congressos e cursos. Também estão entre as suas metas o desenvolvimento de pesquisas, ações de extensão e parceria com entidades, para beneficiar o curso de Zootecnia e a sociedade, bem como a formação dos discentes.