Arquivo da tag: UFLA na mídia

UFLA na mídia: Estudantes de Moçambique falam sobre o Natal longe de casa em matéria do G1

Uma matéria do G1 mostrou o relato de estudantes de graduação e pós-graduação que vieram de Moçambique para estudar na Universidade Federal de Lavras (UFLA). Na preparação para passar o Natal longe de suas famílias, o grupo organizou uma comemoração ao estilo do país de origem como forma de  amenizar a saudade. Na UFLA, há cerca de 23 estudantes de Moçambique, país que fica no sul da África.

Confira a matéria completa no link

Karina Mascarenhas- jornalista, bolsista Dcom/Fapemig. 

UFLA na Mídia: evento sobre insetos comestíveis é destaque na EPTV Sul de Minas

Nesta quarta e quinta-feira (18 e 19), será realizado na Universidade Federal de Lavras (UFLA) palestras sobre insetos comestíveis.

O evento foi destaque no Jornal da EPTV 1ª edição dessa quarta-feira.

Clique aqui e confira a reportagem.

Informações sobre as palestras e inscrições podem ser obtidas no e-mail inscricoesneento@gmail.com ou na página do Núcleo de Estudos em Entomologia (Neento) no Facebook.

Panmela Oliveira – comunicadora e bolsista Dcom/Fapemig

UFLA na Mídia: Diário do Comércio enaltece o Parque Tecnológico de Lavras

Em matéria publicada no dia 17/10, o Diário do Comércio aborda a atração de grandes empresas para a região, por meio do Parque Tecnológico de Lavras (Lavrastec). A notícia está na capa da edição impressa e também aparece em destaque no site do jornal.

O texto enaltece o objetivo de tornar o Parque um dos maiores motores de desenvolvimento da cidade e região, por meio da atração de grandes empresas e apoio a empreendimentos inovadores relacionados à ciência e tecnologia.

A matéria também detalha os investimentos e o protagonismo da UFLA no projeto; o prazo para conclusão das obras; e a forma de seleção dos empreendimentos para ocuparem o Parque.

Leia no link abaixo:

Lavrastec atrai grandes empresas

UFLA na Mídia: Plantadores de Rios é destaque no Bom Dia Minas

O aplicativo “Plantadores de Rios”, desenvolvido pelo Laboratório de Manejo Florestal do Departamento de Ciências Florestais (DCF/UFLA) e pelo Serviço Florestal Brasileiro, foi destaque na edição do Bom Dia Minas desta segunda-feira (16/9). O projeto tem âmbito nacional, e vai permitir a interação de proprietários de imóveis rurais cadastrados no Sistema de Cadastro Ambiental Rural (Sicar) com pessoas e instituições que queiram ajudar na proteção e recuperação dessas áreas.

Em Lavras, UFLA e Prefeitura Municipal têm realizado forte campanha com objetivo de recuperar 766 nascentes que estão em situação crítica na cidade. Com o apoio de toda a população lavrense e empresários da região, será possível recompor a vegetação nativa de 169,91 hectares. Inicialmente será realizada a estratificação das nascentes de Lavras por setores rurais e classificação dos setores por grau de degradação, além da estratificação por micro-bacias cadastrada no Cadastro Ambiental Rural (CAR). Toda a equipe técnica do projeto será capacitada para que seja realizado um trabalho de recuperação das nascentes junto ao produtor.

 

O aplicativo

O aplicativo “Plantadores de Rios” já está disponível na Play Store e App Store. Basta fazer o download para ser um apoiador. Com apenas um clique, todos podem mudar Lavras, Minas Gerais e o País.

O sistema funciona da seguinte forma: você faz o download do aplicativo no seu celular e, assim, visualiza quais as nascentes próximas a você que precisam de recomposição. Após localizar, você pode adotar uma nascente. Existem várias formas de colaborar, você pode doar mudas, ajudar no cercamento da nascente, ou até mesmo auxiliar na educação ambiental, mostrar tecnicamente ao produtor qual a melhor forma de restauração.

Além de fornecer dados sobre a nascente, o aplicativo sugere ao interessado quais são as melhores mudas e espécies para aquela região e ainda formas de plantio. 

Saiba mais sobre o aplicativo:  http://www.car.gov.br/plantadores-rios/

UFLA na mídia: Pesquisa sobre embalagem antimicrobiana para muçarela é destaque na EPTV

Uma pesquisa desenvolvida na Universidade Federal de Lavras (UFLA) a partir do uso de biopolímeros e óleos essenciais deu origem a uma embalagem especial e comestível para envolver o queijo muçarela, capaz de aumentar sua durabilidade e reduzir seu teor de sal e conservantes. O estudo foi matéria de destaque no G1, pela EPTV, no dia 26 de junho.

A película desenvolvida para envolver as muçarelas garantiu que, por mais de 20 dias, elas permanecessem em bom estado de conservação, mantendo sua textura e umidade, sem crescimento de microrganismos deteriorantes. Além disso, o sabor proporcionado pelos óleos essenciais permitiu a redução de 50% no teor de sal necessário ao produto, sem prejuízo à aceitação do produto pelo consumidor.

O estudo foi conduzido na UFLA pelo pesquisador Lívio Pereira, do Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Biomateriais, orientado pelos professores Juliano Elvis Oliveira (Departamento de Engenharia – DEG), Ana Carla Marques Pinheiro e Roberta Hilsdorf Piccoli (Departamento de Ciência dos Alimentos – DCA).

Confira aqui a matéria completa.

UFLA na Mídia: pesquisa sobre o uso de insetos no controle de pragas é destaque na EPTV, no G1 e no Bom Dia Minas

materia-brigidaEstudos realizados no Departamento de Entomologia da Universidade Federal de Lavras (DEN/UFLA) tiveram destaque em matéria realizada pela equipe da EPTV Sul de Minas. As pesquisas referem-se ao uso de insetos para o controle de pragas em lavouras. A matéria foi exibida no telejornal regional de terça-feira (12/4), segunda edição; no Bom Dia Minas desta quarta-feira (13/4) e publicada no G1 Sul de Minas.

A professora da UFLA Brígida Souza explica que os insetos pesquisados têm uma grande capacidade para combater problemas de pragas nas lavouras. O foco da pesquisa é a larva dos crisopídeos, que se alimenta das pragas.

“Os insetos têm uma grande capacidade predatória, e no trabalho desenvolvido temos encontrado um elevado número de presas que eles podem combater, como pulgões, cochonilhas, ácaros, entre outros”, explica a professora.

Os primeiros resultados já estão em análise. A próxima etapa da pesquisa é conseguir produzir as larvas em uma escala maior, para que seja suficiente para atender a produtores interessados.

Clique aqui e confira a matéria completa sobre a pesquisa da UFLA

Camila Caetano – jornalista/ bolsista UFLA

 

UFLA na mídia: projeto de recuperação do Rio Doce foi destaque na EPTV e G1Sul de Minas

g1Há 25 anos a Universidade Federal de Lavras (UFLA) atua em projetos de pesquisa que objetivam a recuperação de áreas degradadas. Os estudos realizados na Universidade com esse fim foram abordados em uma reportagem da EPTV e G1 Sul de Minas. (Clique aqui para ver a reportagem).

“Nossa experiência nos permite estar em um passo avançado. Não vamos sair do nada, sem nenhum conhecimento. O processo todo se inicia na identificação das plantas que ocorrem naquele local, próximo ao que foi degradado e a partir daí vamos iniciar o processo de sementes, mudas”, relatou a professora do Departamento de Ciências Florestais (DCF/UFLA) Soraya Alvarenga Botelho, sobre a possibilidade de se aplicar essas pesquisas às margens do Rio Doce.

Os pesquisadores já iniciaram o processo de análise dos tipos de plantas que devem ser cultivadas no ambiente, com uma investigação criteriosa sobre a genética de cada espécie.

A reportagem também mostrou alguns dos resultados desse estudo, como a recuperação de duas áreas degradadas da Universidade, em que foram utilizadas cerca de 90 mil mudas de diferentes espécies.  “Cada ecossistema é próprio, então vamos ter que achar as soluções para aquele local”, acrescentou Soraya.

A Fundação de Amparo à Pesquisa de Minas Gerais (Fapemig) vai financiar projetos de recuperação das áreas afetadas. Diante disso, a UFLA já encaminhou esse projeto para a devida avaliação.

Camila Caetano – jornalista/ bolsista UFLA

 

UFLA na mídia: Mobilização contra o Aedes aegypti é destaque em matéria do Jornal da EPTV

materia-eptv-zika-zero
Imagem da reportagem (EPTV Sul de Minas).

A Mobilização Nacional da Educação para o combate ao mosquito Aedes aegypti realizada na Universidade Federal de Lavras (UFLA) durante toda a manhã da última sexta-feira (19/2) foi acompanhada pela equipe da EPTV Sul de Minas.

A matéria realizada foi destaque na 2ª edição do Jornal da EPTV. Clique aqui e assista a matéria completa, com o repórter Ernane Fiuza.

A mobilização no câmpus da UFLA contra o Aedes aegypti foi organizada pela Coordenadoria de Prevenção de Endemias, vinculada à Diretoria de Meio Ambiente (Cope/DMA). A ação contou com a participação de cerca de 60 estudantes de graduação e pós-graduação, além de docentes e servidores, para mobilização e realização de uma varredura em busca de possíveis focos e eliminação.

Todos os departamentos e setores da Universidade foram vistoriados na busca por possíveis focos do mosquito vetor, para controle e monitoramento e recolhidos materiais com risco de acumular água.

Também houve a distribuição de panfletos e folders da mobilização nacional, bem como material desenvolvido pela Cope/UFLA. Além do câmpus da UFLA, a mobilização se estendeu para a cidade, com ação coordenada na Escola Municipal Umbelina Azevedo Avellar, no bairro Vale do Sol.

Texto: Camila Caetano e Cibele Aguiar – jornalistas UFLA

UFLA na Mídia: professor do DAG respondeu perguntas de telespectadores do Globo Rural

globo-rural-dagFoi ao ar no domingo (13/12) a entrevista feita pelo Globo Rural com o professor do Departamento de Agricultura da Universidade Federal de Lavras (DAG/UFLA) Rafael Pio. Ele respondeu a e-mails – enviados por quatro telespectadores do Programa – sobre cultivo de pêssegos, fornecendo orientações para o enfrentamento de uma praga que atinge o pessegueiro (Grafolita).

Em 9/11 a equipe do Globo Rural esteve na UFLA para responder a dúvidas do público com o apoio de professores da instituição. Outras duas gravações foram feitas com o professor do Departamento de Zootecnia (DZO) Edison José Fassani. A primeira foi ao ar 29/11 e a outra ainda será exibida.

Assista à participação do professor Rafael.

Relembre a entrevista com o professor Edison.

UFLA na mídia: matéria especial da EPTV mostra o cotidiano na Universidade – assista

materia-eptv-cidade-uflaCom uma comunidade de cerca de 15 mil pessoas, a UFLA pode ser comparada, em diversos aspectos, a uma cidade: possui Prefeitura, oferece serviços de saúde, lazer, esporte, cultura, alimentação, moradia… A rede de televisão EPTV Sul de Minas fez essa comparação em uma matéria especial, que foi ao ar nesse sábado (12), na 1ª edição do Jornal da EPTV.

A matéria mostra como é o cotidiano de estudantes que passam grande parte da vida acadêmica dentro do câmpus: a equipe de reportagem visitou a Moradia Estudantil, a Coordenadoria de Saúde da Praec, o Restaurante Universitário, a Prefeitura e outros espaços da UFLA.

Assista aqui à reportagem produzida pela EPTV.