Arquivo da tag: robótica

Estudante participante do Pivic/UFLA desenvolve robô hexápode – conheça a pesquisa

Por meio do Programa Institucional Voluntário de Iniciação Científica (Pivic/UFLA), o estudante de Engenharia de Controle e Automação Matheus Alves Silveira vem desenvolvendo um robô hexápode. A construção desse equipamento, que funciona com uma bateria de 6.6 volts, envolveu várias etapas que foram do estudo à montagem, a fim de chegar a um robô capaz de se locomover de diferentes formas – automaticamente, detectando obstáculos e desviando deles, ou por controle remoto, através de comandos pré-definidos.

O projeto é multidisciplinar, visando o avanço do conhecimento em áreas como robótica, eletrônica, programação e sistemas embarcados (sistemas eletrônicos nos quais há um microcontrolador completamente dedicado ao dispositivo ou sistema que controla). Por exemplo, os “olhos” do robô são na verdade um módulo de ultrassom onde um atuador emite um sinal sonoro de alta frequência e um sensor recebe de volta, dando ao equipamento a capacidade de detectar a distância de obstáculos e a faculdade de desviar deles. Assim, é possível avaliar na prática o funcionamento desse tipo de sensor.

Matheus desenvolveu a parte mecânica e eletrônica do robô, assim como aprimorou um software para a plataforma Arduino, microcontrolador de código livre utilizado para a sua locomoção. Os movimentos são produzidos por 19 motores – três em cada pata, que permitem uma articulação parecida com a de um inseto; e um para o movimento do sensor de ultrassom. Para a criação dos movimentos, o estudante baseou-se em projetos similares. A avaliação do consumo energético também é outra área passível de estudo, assim como o aprendizado para a implementação de códigos para o controle de robôs.

“Esse é um projeto bem amplo. A partir do que já fizemos, é possível implementar outras funções”, diz Matheus. O desenvolvimento de outras funcionalidades para o robô será explorado em seu trabalho de conclusão de curso.

O estudante é orientado pelo professor Wilian Soares Lacerda, do Departamento de Ciência de Computação da UFLA (DCC). “A locomoção de um robô por patas envolve mais complexidade que a de um robô com rodas. E permite o seu deslocamento em terrenos mais acidentados”. Assim, o professor enxerga diferentes aplicações para um robô dessa espécie: “Um robô hexápode pode ser utilizado para a exploração e mapeamento de ambientes hostis, inatingíveis para seres humanos, como em cavernas. E mesmo para a detecção de problemas em dutos, que seria uma atividade arriscada para humanos”.

Troia conquista dois ouros na maior competição de robótica da América Latina

Todos os 34 integrantes da equipe Troia, assim como seus 11 robôs, participaram da competição Winter Challenge, em São Caetano do Sul (SP), entre os dias 6 e 9 de julho. Maior evento de luta de robôs da América Latina, o Winter Challenge quebrou recorde de inscritos, sendo 1047 competidores e 411 máquinas.

A Troia conquistou dois troféus de ouro, repetindo o feito de 2016: primeiro lugar no hockey, com os robôs do Tesla Team; e primeiro lugar com o Cavaco, da categoria beetleweight (até 1,36kg). A Troia ainda competiu em outras categorias com Aquiles (Lightweight, 27,2kg), Pegasus (Featherweight, 13,6kg), Pé de Pano (hobbyweight, até 5,44kg), Muriçoca (Antweight, 454g), Carroça (trekking), Trojaninho (seguidor de linha), Ferrari e Timão e Pumba (sumô Lego).

O Winter Challenge é realizado no Instituto Mauá de Tecnologia, tradicional faculdade da área de engenharia. Para a líder de Gestão da Troia, Isadora Ceotto, o aprendizado adquirido no evento é recompensador: “Pessoalmente, são os quatro dias do ano em que mais aprendo e troco experiências com outros estudantes e engenheiros. Cada segundo é algo novo e surpreendente”, diz. No evento, os robôs, projetados e construídos pelas equipes, batalham nas arenas, onde são postos à prova. “Depois de combates emocionantes, voltar para a UFLA com dois ouros é muito gratificante. Voltamos para casa com uma força de vontade enorme e com garra para no próximo ano fazermos mais bonito!”, anima-se.

 

Troia obteve 2º lugar em competição de hockey, na Campus Party de Brasília

Membros recebem premiação no evento

A equipe Troia de robótica participou do Campus Party, que ocorreu pela primeira vez em Brasília (DF), entre 14 e 18 de junho. No evento, o grupo da UFLA competiu na Robocore Hockey Party, com os robôs da categoria hockey Tesla Team. A Troia conquistou a segunda colocação, entre oito equipes.

A disputa foi realizada em duas fases, sendo a primeira de grupos, da qual se classificaram os quatro primeiros colocados. Nessa, a Troia terminou na primeira colocação, venceu a semifinal e enfrentou a Omegabotz, da Faculdade de Engenharia de Sorocaba, na final – mas perdeu por 11 a 10. A partida foi apertada, com dois robôs da Troia apresentando problemas técnicos. No entanto, a equipe esteve invicta em toda a competição e apresentou o melhor saldo de gols, de 79.

Robós da categoria hockey

Na modalidade hockey, cada time joga com três robôs controlados remotamente e conta com um de reserva. O objetivo dos robôs é marcar pontos contra os adversários, levando os discos até o gol. A Troia participou da competição com quatro membros, a convite da organização. “A Robocore levou em conta os títulos que a Troia já conquistou”, comenta Isadora Ceotto, líder de Gestão da equipe. “Ficamos impressionados porque havia pessoas, de vários lugares do Brasil, torcendo pela gente. Vários participantes vieram conversar conosco, disseram que já conheciam nosso trabalho”, enfatizou.

A Troia recebeu um troféu e crédito para adquirir produtos eletrônicos para continuar investindo no desenvolvimento dos robôs. As máquinas serão postas à prova no Winter Challenge, próxima competição em vista, que ocorrerá de 6 a 9 de julho no Instituto Mauá, em São Caetano do Sul (SP). Toda a equipe e seus 10 robôs irão participar do desafio.

Café com Troia

Uma recente iniciativa do grupo de robótica foi a criação do “Café com Troia”, uma série de vídeos nos quais os membros falam sobre curiosidades sobre a engenharia de robôs, os combates e as atividades da equipe. O primeiro vídeo pode ser conferido aqui. Esse e outros vídeos também podem ser vistos no canal da Troia no Youtube.

 

Com dois robôs, Troia competiu no URC, vinculado à Campus Party – e trouxe um bronze

O ano mal começou e a equipe de robótica Troia já pôs alguns de seus robôs à prova, na competição URC (The Ultimate Robot Combat). Esse torneio ocorreu na Campus Party, em São Paulo, entre os dias 31 de janeiro e 4 de fevereiro, no estande da empresa Submarino. Como as provas foram nas categorias Lightweight (27,2 kg) e Featherweight (13,6 kg), a Troia competiu com seus robôs Aquiles e Pegasus. A equipe da UFLA foi uma das selecionadas pela organização do evento para participar.

Os combates tiveram grande visibilidade, pois as lutas foram transmitidas ao vivo no canal do YouTube da empresa patrocinadora e apresentadas pelos “youtubers” Didi Braguinha e Affonso Solano, do podcast Matando Robôs Gigantes. O robô Aquiles garantiu o bronze no terceiro dia de combates, o que garantiu um prêmio de R$ 2 mil à equipe da UFLA.

Competição nos EUA

A participação foi importante para a equipe se preparar para um desafio internacional que a Troia terá em breve: “A campanha na URC serviu de parâmetro para determinarmos o que temos que implementar até a RoboGames, o mundial que disputaremos na Califórnia em abril”, diz Carolina Campos, membro da Divisão de Gestão da equipe. O robô Aquiles é uma das dez máquinas que a Troia levará para os RoboGames, campeonato mundial de robótica em Pleasanton, Califórnia (EUA), durante os dias 21 a 23 de abril.

Membros da Troia presentes no URC

Competição no Brasil

Antes de carimbar o passaporte, os membros da Troia têm um desafio na região. De 6 a 7 de março, eles participam da Inatel Week of Control and Automation, em Santa Rita do Sapucaí, MG. “É uma competição apenas para robôs autônomos”, esclarece Carolina. Os de combate são controlados remotamente, enquanto os autônomos são programados para realizar tarefas sem o auxílio humano. Em Santa Rita do Sapucaí, serão levados os robôs seguidores de linha Barriquela e Trojaninho, além dos sumôs Lego Timão e Pumba (que busca o bicampeonato). Todos esses quatro também estarão na RoboGames.

 

Troia participou da Feira Internacional de Negócios, Inovação e Tecnologia

troia-finit3A Feira Internacional de Negócios, Inovação e Tecnologia (Finit) ocorreu em Belo Horizonte, de 9 a 13 de novembro. Buscando se consolidar como espaço para divulgação da inovação e da ciência, agregou vários eventos, entre eles, atrações da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia. A UFLA contou com um estande, que foi utilizado pela equipe de robótica Troia.

Os membros da Troia, um núcleo de estudos focado na construção de robôs para competições, expuseram como projetam e constroem as máquinas e como participam de competições nacionais e internacionais. A equipe expôs seus robôs de combate (que têm pesos que variam de 1,3kg a 27kg), do time de hóquei e seguidores de linha.

foto: participantes da Troia com os robôs
foto: participantes da Troia com os robôs

“A participação foi muito positiva”, avalia a líder de Gestão da Troia, Isadora Ceotto. “Além de mostrarmos nossos projetos a estudantes de muitas escolas públicas e privadas, fizemos contatos com possíveis parceiros e patrocinadores”, conta. Na exposição, a equipe fez jogos de hóquei, em que dois times de robôs, controlados remotamente, têm o objetivo de conduzir um disco e fazer gols no adversário.

Um dos intuitos da feira foi aproximar agentes da inovação de empresas e instituições de pesquisa, a fim de transformar ideias em produtos e impulsionar a inovação no estado. A Finit foi promovida pelo Governo do Estado de Minas por meio da Secretaria de Estado de Ciência Tecnologia e Ensino Superior (Sectes).

A Finit abrangeu a primeira Campus Party em Minas Gerais; o Movimento 100 Open Startups; o Encontro iTEC 2016; a Arena de Negócios Codemig; e atividades da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia.

 

Conselho de Núcleos Tecnológicos promoverá 2º Dia de Divulgação – conheça os trabalhos

Primeira edição do Dia de Divulgação foi realizada em maio de 2016.
Primeira edição do Dia de Divulgação foi realizada em maio de 2016.

As atividades realizadas pelos núcleos tecnológicos, empresa júnior e centros acadêmicos vinculados ao Departamento de Engenharia (DEG) serão expostas no 2º Dia de Divulgação. Esse evento será realizado no dia 5 de outubro, das 9 às 17 horas, no Centro de Convivência.

Nesse período, os núcleos irão expor seus trabalhos e divulgar eventos e inscrições em processos seletivos. Participam do evento: a empresa júnior Robótica Jr; equipe de robótica Troia; equipe de criação de veículos off-road Baja-UFLA; Zeus Fórmula Team; Núcleo de Estudos em Eficiência Energética (NE3); Núcleo de Estudos e Pesquisas em Informática Industrial (NEPeII); Núcleo de Estudos em Engenharia Civil (NECiv); Núcleo de Estudos em Materiais Nanoparticulados (Neman); Núcleo de Inteligência Computacional; Engenheiros Sem Fronteiras – Núcleo Lavras; Centro Acadêmico de ABI-Engenharias; e Centro Acadêmico de Engenharia de Controle e Automação. Cada um deles apresenta seus projetos e objetivos, esclarecendo dúvidas dos estudantes.

 

 

 

Equipe de robótica Troia vence duas categorias no Winter Challenge

No hockey, a Troia foi bicampeã, vencendo o atual campeão mundial

troia-winter challengeA última semana foi marcada por intensos combates e disputas entre robôs para a equipe de robótica Troia, vinculada ao Departamento de Engenharia da UFLA (DEG). Ela participou da 12ª edição do Winter Challenge, nos dias 7 a 10 de julho, em São Caetano do Sul (SP), e voltou com vários troféus. Foram dois ouros, uma prata e um bronze.

O ouro no hockey foi muito comemorado. Afinal, o Tesla, time da Troia, venceu o Olympus, da equipe ThundeRatz (USP), atual campeão mundial nessa categoria. No Summer Challenge, em 2015, a Troia também obteve o título nessa modalidade.

O Winter Challenge envolveu mais de mil participantes e quase 500 robôs, que se enfrentaram em modalidades de combate, sumô, hockey, seguidor de linha, seguidor inteligente e robô trekking. A equipe Troia levou 14 robôs (incluindo o time de robôs de hockey Tesla), em nove categorias.

Concentração total: membros da Troia disputam a categoria hockey
Concentração total: membros da Troia disputam a categoria hockey

Em duas categorias da modalidade combate  a Troia conquistou prêmios: com o robô Cavaco, primeiro colocado na categoria beetleweight (até 1,36kg); e com o Kamikaze, terceiro colocado na hobbyweight (até 5,44kg). No sumô, na categoria Lego, o estreante Pumba conseguiu a segunda posição.

Além desses, a Troia participou com os robôs de combate Muriçoca (Antweight, 454g); Pé de Pano (hobbyweight); Pegasus (Featherweight, 13,6kg) e Aquiles (Lightweight, 27,2kg). Nas demais categorias, foram utilizados os robôs Timão (sumô Lego); Trojaninho (seguidor de linha); e Carroça (trekking).

 

Evento apresentará metodologias de trabalho das empresas juniores

II Benchmarking Robótica Jr

 

A promoção do crescimento conjunto das empresas juniores da Universidade é um dos objetivos da Assej (Associação das Empresas Juniores da UFLA). Por isso, ela e a Robótica Jr promoverão o II Benchmarking da Robótica Jr, no dia 22/6, às 18h30, no Anfiteatro do Setor de Sementes (DAG).

No encontro, componentes das empresas da UFLA Terra Jr, Comp Jr e Robótica Jr apresentarão suas metodologias e ferramentas de trabalho, esclarecendo como funcionam suas diretorias e realizam as atividades. Representantes da EngeFour Jr, formada por discentes das Engenharias Ambiental, Civil, de Computação e Elétrica da UFMS, também compartilharão experiências. Além dessas empresas, o Crea Jr, constituído por estudantes do Unilavras e UFLA, participará das discussões.

O evento é voltado para membros das empresas juniores e de núcleos de estudo (internos ou externos à UFLA). O evento é gratuito e a inscrição on-line deve ser feita neste endereço. Haverá emissão de certificados.

 

Núcleos de estudo tecnológicos promovem Dia de Divulgação – workshops serão nesta tarde

Membros do NEPeII demonstram utilização de equipamentos
Membro do NEPeII demonstra utilização de equipamentos

Hoje (3), núcleos de estudos e centros acadêmicos ligados a cursos de Engenharia expõem seus trabalhos e realizam inscrições em processos seletivos, durante o Dia de Divulgação dos Núcleos Integrantes do Conselho de Núcleos Tecnológicos (Conute). O evento ocorre no Salão de Convenções até as 18 horas.

Participam do evento: a empresa júnior Robótica Jr; equipe de robótica Troia; Núcleo de Estudos em Eficiência Energética (NE3); Núcleo de Estudos e Pesquisas em Informática Industrial (NEPeII); equipe de criação de veículos off-road Baja-UFLA; Zeus Fórmula Team; Centro Acadêmico de ABI e Centro Acadêmico de Engenharia de Controle e Automação. Cada um deles apresenta seus projetos e objetivos, esclarecendo dúvidas dos estudantes.

É possível se inscrever para participar pelo SIG; no entanto, a inscrição não é obrigatória e o evento é aberto a toda a comunidade.

Confira o horário dos workshops, no Salão de Convenções:

  • 13h – NEPeII
  • 14h – Zeus
  • 15h – NE3
  • 16h – Troia
  • 17h – Robótica Jr

Veja fotos dos estandes:

No dia 3, núcleos de estudos tecnológicos do DEG promoverão Dia de Divulgação

conuteNo dia 3 de maio, núcleos de estudos e centros acadêmicos ligados a cursos de Engenharia irão expor seus trabalhos e realizar inscrições em processos seletivos: juntos, eles promoverão o Dia de Divulgação dos Núcleos Integrantes do Conselho de Núcleos Tecnológicos (Conute). Esse evento será realizado no Salão de Convenções, das 8 às 18 horas.

Participam do evento: a empresa júnior Robótica Jr; equipe de robótica Troia; Núcleo de Estudos em Eficiência Energética (NE3); Núcleo de Estudos e Pesquisas em Informática Industrial (NEPeII); equipe de criação de veículos off-road Baja-UFLA; Zeus Fórmula Team; Centro Acadêmico de ABI e Centro Acadêmico de Engenharia de Controle e Automação. Cada um deles irá apresentar seus projetos e objetivos, esclarecendo dúvidas dos estudantes.

É possível se inscrever para participar pelo SIG; no entanto, a inscrição não é obrigatória e o evento é aberto a toda a comunidade.