Dia Nacional do café: mais de cem profissionais da UFLA estão envolvidos em pesquisas da cafeicultura

A forte relação do café com a UFLA teve início em 1950. De lá para cá, muitos nomes importantes fizeram da Instituição uma das mais renomadas em pesquisas voltadas para a cafeicultura.

O café ocupou o quinto lugar no ranking das exportações do agronegócio brasileiro em 2017, de acordo com o Conselho dos Exportadores de Café do Brasil. Minas Gerais é o maior estado produtor de café do País, correspondendo a 54,3% da produção nacional em 2017, segundo dados da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Por essas e outras razões, na Universidade Federal de Lavras (UFLA), o produto ganhou um setor próprio dentro do Departamento de Agricultura (DAG), que originou a atual Agência de Inovação do Café – InovaCafé.

O professor Rubens José Guimarães, representante da UFLA no Consórcio Pesquisa Café e um dos editores executivos da Revista Científica Coffee Science, explica que as pesquisas realizadas na UFLA, em parceria com diversas instituições, são suporte para os cafeicultores e suas famílias, principalmente devido às mudanças climáticas registradas atualmente.“ O produtor busca a solução, o apoio e a ajuda na universidade para sanar suas dúvidas e produzir, cada vez mais, com um custo menor e de maneira mais sustentável”.

Pensando nisso, ao longo do semestre, a Diretoria de Comunicação (DCOM) da UFLA vai trazer reportagens especiais sobre como o café está presente nos diversos departamentos da universidade.

 

Karina Mascarenhas- jornalista, bolsista Dcom/Fapemig.