NucLi está com inscrições abertas para cursos presenciais de Português (para estrangeiros) e Espanhol

O Núcleo de Línguas da UFLA (NucLi IsF/ DRI) anuncia a abertura de inscrições para dois cursos, sendo um de Português voltado aos estudantes estrangeiros da Universidade e um de Espanhol Iniciante. O início de ambos está previsto para o dia 4 de junho.

Os cursos são destinados para discentes, docentes e técnicos administrativos da UFLA e as inscrições podem ser feitas do dia 25 de abril até o dia 4 de maio, às 12h, pelo site do Programa Idioma sem Fronteiras (http://isfaluno.mec.gov.br).

O curso de Português (PLE/PLA) “Aspectos da Cultura Brasileira” tem carga horária intensiva. As aulas serão ministradas pela professora Débora Racy, no Pavilhão 6 – sala 10, aos estudantes estrangeiros.

Já para os cursos de Espanhol Iniciante A1 e A2, serão oferecidas três turmas, de 32 horas cada. A professora Irma Alejandra Soto Werschitz ministrará as aulas, em locais a ser definidos. As turmas são:

  1. Competências Interculturais em Contexto Acadêmico de Língua Espanhola – terças e quintas das 7h às 9h.
  2. Bem-vindo ao Espanhol: Língua Internacional – terças e quintas das 11h50 às 13h50.
  3. Espanhol para Acolhimento – segundas e quartas das 16h50 às 18h50.

Mais informações podem ser obtidas presencialmente na Coordenação do NucLi, localizada no Pavilhão 6 – sala 10, das 8h às 12h e das 14h às 18h, de segunda a quinta, e sexta-feira das 8h às 12h e das 13h às 17h  ou pelo telefone (35) 3829-3127 e pelo e-mail: nucli@dri.ufla.br.

 

Estudantes ingressantes do curso de Engenharia Ambiental e Sanitária participaram de atividade integrativa com o Nesamb

O período letivo já começou há mais de um mês na Universidade Federal de Lavras (UFLA), mas as atividades para promover e facilitar a integração dos novos estudantes à rotina da Universidade devem ser constantes. Por isso, o Núcleo de Estudos em Soluções Ambientais (Nesamb), do curso de Engenharia Ambiental e Sanitária, promoveu uma atividade especial para os calouros no último sábado 21/4. Eles se reuniram para o plantio de cerca de 60 mudas de árvores no câmpus.

Após o plantio, calouros e veteranos interagiram em uma conversa sobre o curso, sobre a Universidade e as expectativas de todos para o futuro. Eles complementaram o momento de integração caminhando em trilhas pelo câmpus. Esta foi a primeira de muitas outras ações que o Nesamb está planejando para contribuir com a adaptação dos novos estudantes ao curso.

Veja outras fotos na página do Nesamb.

 

UFLA oferece a produtores Dia de Campo sobre sistema de cama sobreposta para suínos – participação gratuita

Unidade demonstrativa da UFLA – criação de suínos em cama sobreposta.

Suinocultores e outros interessados pela suinocultura podem anotar na agenda: sábado, 28/4, tem Dia de Campo na Universidade Federal de Lavras (UFLA). O tema é a criação de suínos pelo sistema de cama sobreposta. Os participantes poderão conhecer o funcionamento do sistema e buscar o conhecimento necessário para investir nesse tipo de projeto.

As atividades serão realizadas no Setor de Suinocultura da UFLA, Departamento de Zootecnia (DZO), das 8h às 12h. O evento é gratuito e as inscrições podem ser feitas durante o próprio Dia de Campo, que já está em sua terceira edição. Trata-se de uma iniciativa que faz parte de um projeto de extensão coordenado pelo professor do DZO Rony Antônio Ferreira.

Sobre o sistema de cama sobreposta

Pelo sistema de cama sobreposta, suínos em fase de crescimento e terminação são abrigados em uma estrutura com piso de maravalha (30 cm), material semelhante à serragem.  O professor Rony explica que esse procedimento dá origem a uma compostagem natural. “Os dejetos dos animais ficam depositados sobre a maravalha e, com o tempo, os próprios animais vão revolvendo esse material, que se transforma em um composto orgânico”.

No Setor de Suinocultura da UFLA há uma unidade de criação de suínos para demonstração do sistema. Até 20 animais podem ficar alojados na área, constituída de 24mde cama e 7mde concreto. Trata-se de um sistema alternativo de criação que possibilita a produção ecologicamente correta, eticamente defensável, atendendo às exigências de bem-estar animal e com baixa necessidade de mão de obra. O sistema de cama sobreposta começou a ser utilizado no Brasil na década de 1990 e beneficia principalmente o pequeno produtor.

Os suínos permanecem no galpão até o abate, podendo o substrato ser reutilizado em até três lotes consecutivos de suínos. “É um sistema barato, em que o produtor não precisa entrar na baia e lavá-la periodicamente, como acontece nos sistemas tradicionais. Reduz-se o gasto de água, tão escassa nos dias atuais”, diz o professor.

Em criações de suínos em larga escala, as fases de crescimento e terminação (quando os suínos vão de 25 a 100 kg de peso) são as responsáveis pela maior produção de dejetos. Esses dejetos devem ser tratados para evitar danos ao meio ambiente. O custo do tratamento, muitas vezes, inviabiliza o investimento da produção de suínos. Nesse sentido, a criação em cama sobreposta pode ser uma alternativa para o pequeno produtor iniciar a produção, obter retorno financeiro e, posteriormente, investir em criações maiores, com sistemas eficientes para tratamento dos dejetos.

De acordo com o professor Rony, que desde 2012 trabalha em projeto de extensão relacionado ao tema, as capacitações e dias de campo realizados na UFLA têm sido referência para muitos produtores. “Temos histórico de produtores que, após participar, conseguiram implantar o sistema e obter bons resultados. Isso nos motiva a investir nos eventos”, diz.

Profissionalização da Administração Pública é tema de Ciclo de Debates de Políticas Públicas, que começa dia 25

A 8ª edição do projeto Ciclo de Debates de Políticas Públicas (CDPP), que ocorre de 25 a 27 de abril, na UFLA, debaterá soluções para a maior profissionalização da Administração Pública brasileira. O evento oferecerá três dias de debates, a partir das 19h, no anfiteatro do Departamento de Biologia (DBI) da UFLA. As inscrições podem ser feitas pelo SIG e o evento é aberto a toda a comunidade de Lavras e região.

O projeto de extensão é promovido por estudantes de Administração Pública da UFLA, sob orientação do professor Gustavo Costa Souza, do Departamento de Administração e Economia (DAE). Seu objetivo é refletir sobre temas primordiais para o funcionamento do Estado e para sua relação com a sociedade, política e economia.

Programação

O primeiro dia traz o tema “Mercado de Trabalho: desafios e oportunidades para egressos da Administração Pública”, e contará com a participação de quatro egressos do curso: a doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Administração, Denise Hipólito; Luis Paulo Guimarães, atual vereador de Curvelo; Plínio dos Santos, chefe de Gabinete e secretário de Planejamento do município de Ijaci; e Rodrigo Cobra, membro da Renova Brasil.

No dia 26, a discussão será em torno da “Autonomia do Campo de Públicas enquanto área de formação profissional” e contará com a presença do diretor da Associação Nacional de Ensino e Pesquisa do Campo de Públicas (ANEPCP), professor Edgilson Tavares.

No último dia, o professor Paulo Januzzi, ex-secretário de Avaliação e Gestão da Informação do Ministério do Desenvolvimento Social, ministrará uma aula magna sobre indicadores de avaliação de Políticas Públicas.

Serviço – 8º Ciclo de Debates de Políticas Públicas

  • Data: 25 a 27/4/2018
  • Local: Anfiteatro Magno Antonio Patto Ramalho (“Ramalhão”) / Departamento de Biologia da UFLA
  • Horário: 19h
  • Inscrições: pelo SIG; evento gratuito e aberto à comunidade.

 

UFLA abre processo seletivo (2018/2) para programas de pós-graduação Stricto Sensu

Estão abertas as inscrições para o processo seletivo 2018/2 para os programas de Pós-Graduação Stricto Sensu da Universidade Federal de Lavras (UFLA). No total, são ofertadas 166 vagas para o Mestrado, em 22 programas; e 77 vagas para o Doutorado, em 15 programas. 

As inscrições têm o valor de R$ 80,00 e devem ser realizadas até as 18h do dia 27/4/2018 no site da Pró-Reitoria de Pós-Graduação da UFLA. O prazo para pedido de isenção dessa taxa irá de 9 a 12/4/2018. Já a divulgação do resultado preliminar, na página de cada programa, será em 14/6. Em 9/7, serão publicados os resultados finais.

Os cursos de Mestrado ofertados são para os seguintes programas: Agroquímica; Biotecnologia Vegetal; Ciência da Computação; Ciência dos Alimentos; Engenharia Agrícola; Engenharia de Biomateriais; Engenharia de Sistemas e Automação; Fisiologia Vegetal; Fitotecnia; Genética e Melhoramento de Plantas; Microbiologia Agrícola; Nutrição e Saúde; Recursos Hídricos em Sistemas Agrícolas; Ciências Veterinárias; Tecnologia e Inovações Ambientais; Zootecnia; Estatística e Experimentação Agropecuária; Ciência e Tecnologia da Madeira; Ciência do Solo; Física; Ciências da Saúde; e Fitopatologia.

Para Doutorado, são ofertadas vagas para os seguintes programas: Biotecnologia Vegetal; Ciência Dos Alimentos; Engenharia Agrícola; Engenharia de Biomateriais; Fisiologia Vegetal; Fitotecnia; Genética e Melhoramento de Plantas; Microbiologia Agrícola; Recursos Hídricos em Sistemas Agrícolas; Ciências Veterinárias; Zootecnia; Estatística e Experimentação Agropecuária; Ciência e Tecnologia da Madeira; Ciência do Solo; e Fitopatologia.

Os critérios de seleção para cada programa estão especificados em seus editais.