Simpósio de Comportamento e Bem-Estar Animal da UFLA será realizado de 24/4 a 26/4

A busca por melhor conhecer, discutir e difundir o bem-estar animal levou um núcleo de estudos da Universidade Federal de Lavras (UFLA) a promover o Simpósio de Comportamento e Bem-Estar Animal da UFLA, que será realizado de 24/4 a 26/4. O evento, que contará com a presença de renomados palestrantes, acontecerá no Salão de Convenções da Universidade e é organizado pelo Núcleo de Estudos em Bem Estar e Comportamento Animal – NECA, que completa dez anos de existência.

O evento é voltado para os estudantes dos cursos de Medicina Veterinária e Zootecnia, Médicos Veterinários e Zootecnistas, produtores e demais interessados nos temas.

Confira a programação completa do evento.

Sobre o NECA

O Núcleo de Estudos em Bem Estar e Comportamento Animal (NECA), tem por finalidade congregar estudantes, professores, profissionais, produtores e técnicos, entre outros, que se interessem e/ou tenham atividades relacionadas ao estudo do bem-estar e do comportamento animal.

O NECA iniciou o registro de suas atividades em 2007, tendo sido formalizado junto ao Departamento de Medicina Veterinária da UFLA em 14 de abril de 2008 com o objetivo de atender os estudantes com interesse nos temas “comportamento e bem estar animal”, com o propósito de se constituir num espaço livre e democrático aberto aos alunos de todos os cursos da UFLA, bem como aos demais interessados da sociedade.

Alberto Moura, estagiário DCOM/UFLA

UFLA na Comunidade: projeto oferece fisioterapia veterinária a animais de grande e pequeno porte

Cuidar do corpo é essencial para uma melhor qualidade de vida e, em alguns casos, a atenção com o desempenho físico precisa ser ainda mais especial. Esse cuidado não deve ser diferente com os animais. Por isso, na UFLA, um projeto de extensão do Departamento de Medicina Veterinária tem atuado na prevenção de lesões e na reabilitação física de animais, avaliando também o desempenho de competidores para que sua atuação seja otimizada.

A iniciativa partiu de um grupo de estudantes do curso de Medicina Veterinária, que, após participarem de um curso de fisioterapia veterinária com o professor Marcos Rodrigues de Mattos, sentiram vontade de trazer o serviço pra Instituição e oferecer à comunidade. O grupo pioneiro na região de Lavras começou suas atividades em novembro de 2017 e, na época, atendiam somente equinos. Com o aumento da demanda pelo serviço, estenderam os atendimentos a animais de pequeno porte, como pets. O grupo já atendeu também animais silvestres, como um veado e uma maritaca.

Marcos, que é também o coordenador do projeto, relata com muita alegria a satisfação de, em pouco tempo, o trabalho ter beneficiado tantos animais e seus donos, mostrando o potencial da fisioterapia veterinária. “Acho que esse aprendizado que está sendo transmitido é imensurável em termos de conhecimento para os estudantes. A possibilidade de estar com o animal, fazer o tratamento e ver seu resultado, é inestimável para as pessoas envolvidas no projeto”, explicou.

Beatriz Ventura Dreyer, Débora Moreira Grass, Karoline Sato e Raquel Athanasio são algumas das estudantes que auxiliaram na implementação do projeto na universidade. De acordo com Débora Grass “o projeto de extensão acrescenta muito, porque é algo que falta na região. Além disso, a satisfação de ver os animais desenvolvendo junto com o projeto é imensurável”, ressaltou.

Marquinho Vilela, um dos atendidos pelo projeto, é treinador e instrutor de equitação em Lavras. Ele possui cavalos de alta performance , que estão sempre em competições. De acordo com ele, o trabalho da equipe está sendo uma oportunidade ótima para aumentar o bem estar dos cavalos. “Depois que começou o atendimento, percebemos uma melhora no aquecimento dos equinos, ganhando tempo nos treinamentos. Os animais vão e voltam mais relaxados do trabalho. Em longo prazo, isso vai trazer maior durabilidade dos animais, além de diminuir o risco de lesão”, completa.

Por se tratar de um projeto de extensão, a equipe não cobra para atender os animais, apenas uma contribuição para a manutenção dos materiais utilizados no atendimento. Há ainda a isenção de taxas para pessoas que comprovem a impossibilidade de pagamento.

Interessados podem entrar em contato com a equipe pelo telefone (35) 3829-1245 e pelo email refivet.ufla@gmail.com, ou então procurar o hospital veterinário, no câmpus da UFLA.

Confira a matéria sobre o projeto:

 

Alberto Moura, estagiário DCOM/UFLA

UFLA na Mídia: entrevista destacou pesquisa de novas ações para diagnóstico da Leishmaniose Visceral

A participação da UFLA em um projeto que busca dar mais agilidade ao diagnóstico de casos de Leishmaniose Visceral em seres humanos foi divulgada em 18/4 no Jornal da EPTV 1ª edição. A entrevista ao vivo permitiu ao telespectador entender um pouco do novo teste que está sendo proposto pelo projeto. Trata-se de um procedimento mais rápido do que o teste atualmente em vigor. A inovação está em fase de testes em quatro municípios de Minas Gerais, e Lavras está entre eles.

A matéria mostrou também o aplicativo desenvolvido com a finalidade de auxiliar as equipes de saúde no diagnóstico da doença. Os entrevistados foram a professora Joziana Barçante, coordenadora dos projetos da UFLA com Leishmaniose, e o chefe da Vigilância Epidemiológica de Lavras, Richardson Carvalho, que também é estudante do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde da UFLA.

Clique aqui e assista à entrevista

Outras informações sobre o projeto: UFLA é parceira em projeto que propõe inovações para o diagnóstico da Leishmaniose – ações no município já começaram

1º Encontro Regional Sudeste do Fonaprace ocorreu nesta semana – próxima edição será na UFLA

Abertura do evento em Juiz de Fora. Imagem: UFJF.

A Universidade Federal de Lavras (UFLA) marcou presença esta semana no 1º Encontro Regional Sudeste 2018 do Fórum Nacional de Pró-reitores de Assuntos Estudantis (Fonaprace). O evento foi realizado na Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) nos dias 17/4 e 18/4 e teve a participação da pró-reitoria de Assuntos Estudantis e Comunitários da UFLA, professora Ana Paula Piovesan Melchiori, e e das assistentes sociais Flávia Morais Campos e Paula Pereira de Alvarenga.

Entre os diversos assuntos que integraram a programação e foram tratados durante o 1º Encontro estavam os temas: a conjuntura nacional de assistência estudantil nas instituições de ensino superior, os desafios e perspectivas para a acessibilidade e o relato histórico da assistência estudantil no País.

A UFLA será a próxima Universidade a sediar o Encontro Regional Sudeste do Fonaprace, que ocorrerá em setembro. Será a primeira edição do evento em Lavras.

 

 

 

Praec realiza pesquisa de satisfação sobre seus serviços. Participe!

A Pró-reitoria de Assuntos Estudantis e Comunitários (Praec) está realizando uma pesquisa de satisfação para avaliar os serviços prestados em suas coordenadorias. O levantamento é feito por meio de formulários online, que asseguram a agilidade e o anonimato das respostas dos discentes.

Para participar, o estudante deve acessar o link da coordenadoria a qual deseja avaliar e preencher o questionário até o final:

Formulário – Coordenadoria de Acessibilidade

Formulário – Coordenadoria de Alimentação

Formulário – Coordenadoria de Esportes e Lazer

Formulário – Coordenadoria de Moradia

Formulário – Coordenadoria de Assuntos da Diversidade e Diferenças

Formulário – Coordenadoria de Programas Sociais

Formulário – Coordenadoria de Saúde

Nota de falecimento – Maria Cristina Godinho Lopes Ferreira

A Universidade Federal de Lavras (UFLA) comunica e lamenta o falecimento da professora Maria Cristina Godinho Lopes Ferreira, 56 anos. O  velório ocorre  na Capela 2 no São João Batista, às 14h será celebrada uma missa na Capela Santo Antônio e, em seguida às 15h, será  feito o sepultamento no Cemitério São Miguel. 

Maria Cristina era docente do Departamento de Administração e Economia (DAE /UFLA) desde 1994. Ela deixa marido e duas filhas.