PRP divulga segunda chamada para ingresso no programa BIC Jr. e informa sobre matrícula

A Coordenação do Programa BIC Júnior, ligada à Pró-Reitoria de Pesquisa da Universidade Federal de Lavras (PRP/UFLA), convoca os estudantes de ensino médio aprovados na segunda chamada do processo seletivo a comparecerem à UFLA, junto com seu responsável, para a realização de matrícula.

A data estipulada é 11/4 (quarta-feira), no horário de 16 horas, no Laboratório de Ensino II (Departamento de Química da UFLA – DQI). A relação de estudantes aprovados nesta segunda chamada pode ser consultada neste link. Os alunos aprovados também devem participar de palestra sobre o uso do SIGAA, no dia 9/4 (segunda-feira), às 14h15, no Laboratório de Educação Continuada (Departamento de Ciência da Computação da UFLA – DCC).

Novos membros são eleitos para os Conselhos Superiores – confira a lista dos servidores que vão compor o CUNI e CEPE

Docentes e técnicos administrativos elegeram, nesta quinta-feira (6/4), representantes para o Conselho Universitário (CUNI) e para o Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CEPE). Confira:

 

PROFESSORES TITULARES

Eleitos

ROBERTO ALVES BRAGA JÚNIOR – DEG

JOÃO DOMINGOS SCALON – DEX

JOAQUIM PAULO DA SILVA – DFI

MOACIR PASQUAL – DAG

 

PROFESSORES ADJUNTOS

Eleitos

TÚLIO DA SILVA JUNQUEIRA – DAS

DANIEL AUGUSTO PEREIRA – DEG

Suplentes

FÁTIMA RESENDE LUIZ FIA – DEG

RAFAEL FARINASSI MENDES – DEG

 

PROFESSORES ASSISTENTES

Eleito

FELLIPE GUERRA DAVID REIS – DIR

 

PROFESSORES ASSOCIADOS

Eleitos

JÚLIO NEIL CASSA LOUZADA – DBI

LUCIANO JOSÉ PEREIRA – DAS

MIRLÉIA APARECIDA DE CARVALHO – DEG

ADELIR APARECIDA SACZK – DQI

 

Suplente

ÉLBERIS PEREIRA BOTREL – DAG

 

TÉCNICOS ADMINISTRATIVOS – CUNI

Eleitos

JÚLIO CÉSAR TEIXEIRA JÚNIOR – PRG

EUZÉBIO LUIZ PINTO – BIBLIOTECA

ANDERSON BERNARDO DOS SANTOS – DGTI

JULIANA RESENDE PAVIANI – PRGDP

CLEBER TAVARES DE SALES – DBI

LUIZ PAULO BRIANEZI VALIM – PROPLAG

MARIUS OLIVEIRA COSTA – PROINFRA

 

Suplentes

TOBIAS RODRIGUES DA SILVA – DMA

MARCOS OTÁVIO DE OLIVEIRA SANTOS – PRG

TAYANNE SANTOS DE OLIVEIRA – DRCA

NIVALDO CALIXTO RIBEIRO – BIBLIOTECA

EVALDO SOUSA ARANTES – DAG

SAMARA APARECIDA RESENDE AVELAR – DCOM

BRUNO DA SILVA GONÇALVES – DGTI

 

TÉCNICOS ADMINISTRATIVOS – CEPE

Eleitos

TOBIAS RODRIGUES DA SILVA – DMA

NIVALDO CALIXTO RIBEIRO – BIBLIOTECA

 

Suplentes

ALINE COUTINHO BARBOSA – DMA

MARIUS OLIVEIRA COSTA – PROINFRA

 

 

 

UFLA com maior eficiência energética: mais de 28 mil lâmpadas LED e 30 novos condicionadores de ar

Mais de 28 mil lâmpadas LED e 30 novos condicionadores de ar serão instalados na Universidade Federal de Lavras (UFLA) ainda neste ano. Mais uma modernização no câmpus, que contribuirá para uma maior eficiência energética e uma economia anual de R$656.421,46.

Isso, devido a um projeto de desenvolvimento institucional, realizado por intermediação da Fundação de Desenvolvimento Científico e Cultural (Fundecc), que contemplou a UFLA em duas Chamadas Públicas 001/2016 e 001/2017 do Projeto de Eficiência Energética (PEE) da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig).

Com a aprovação desses dois projetos, ao total, haverá mais de 3 milhões de investimento no câmpus da UFLA, que viabilizará uma economia de 1.640,07 MWh/ano, ou seja, uma redução de R$656.421,46 anual na conta de energia da Universidade.  

Esses equipamentos, com maior eficiência energética e luminosa, vida útil até 30 vezes maior, também não possuem adição de metais pesados em sua composição, assim como gases nocivos a atmosfera, reduzindo então os impactos ambientais.

A troca de mais de 7 mil lâmpadas deve ser finalizada em maio

O coordenador da energia elétrica da UFLA, professor Joaquim Paulo da Silva, que está à frente dos projetos destaca ainda que todos os equipamentos retirados de operação serão descartados e seus resíduos destinados e dispostos de maneira ambientalmente adequada conforme estabelece a Política Nacional de Resíduos Sólidos. Assim, após a coleta e a devida destinação, a empresa contratada deverá emitir um certificado de descarte ambiental, que será anexado ao relatório final do projeto.

Ao final da instalação dos novos equipamentos será realizada uma ação de treinamento e capacitação na UFLA, a fim de se conscientizar a comunidade acadêmica sobre o uso racional da energia elétrica e a importância da participação de cada um para o sucesso do projeto, tendo como público alvo os chefes dos departamentos de cada curso, bem como representantes dos estudantes e servidores.

O reitor da UFLA, professor José Roberto Soares Scolforo, ressalta que a busca da Universidade é por reduzir custos e diminuir o impacto ambiental. “Cada um desses projetos significa uma redução em torno de 10% da conta anual da UFLA, visto que essas lâmpadas são mais econômicas, além disso, possuem maior durabilidade. E ainda teremos um maior compromisso ambiental, devido ao menor consumo de energia e poder de poluição. Assim, é possível diminuir a conta de energia da UFLA, com lâmpadas mais modernas e eficientes. Com o atual cenário nacional, é um recurso muito bem-vindo”. O reitor salienta ainda que devido à potência das lâmpadas LED o câmpus ficará mais iluminado, proporcionando maior segurança à comunidade.

Chamada 001/2016

Câmpus mais iluminado com as lâmpadas LED

Por meio desta chamada, a UFLA obteve o recurso de R$1.561.712,03, que possibilitará a instalação de 7.349 lâmpadas LED e 33 condicionadores de ar. Com essa mudança, haverá a retirada de 172,82KW de demanda no horário de ponta e economia de 759,06MWh em energia elétrica por ano. As instalações já iniciaram e a previsão de término é final de maio. 

Chamada 001/2017

A Chamada 001/2017 deverá iniciar a execução no segundo semestre deste ano, por meio da qual haverá a substituição de mais de 21 mil lâmpadas fluorescentes. O recurso financeiro é de R$ 1.737.866,13 e a economia será de 881,01 MWh em energia elétrica por ano. 

Projeto de Eficiência Energética

As concessionárias de serviços públicos de distribuição, transmissão ou geração de energia elétrica, as permissionárias de serviços públicos de distribuição de energia elétrica e as autorizadas à produção independente de energia, devem aplicar, anualmente, um percentual mínimo de sua Receita Operacional Líquida (ROL) em projetos de Projetos de Eficiência Energética, segundo regulamentos estabelecidos pela Agência Nacional de Energia (Aneel).

Assim, a Cemig, por força das leis nº 9.991/2000; 11.465/2007 e 12.212/2010, tem por obrigação legal incentivar o desenvolvimento de medidas que promovam a eficiência energética e o combate ao desperdício de energia elétrica. Para cumprimento desta determinação, anualmente são promovidos processos de Chamada Pública, abrindo a oportunidade de interessados proporem seus projetos de eficiência energética.

Para as instituições sem fins lucrativos, como a UFLA, os recursos disponibilizados pela concessionária são a fundo perdido, ou seja, a instituição recebe a verba para a implementação de todo o projeto de eficiência energética sem qualquer pagamento à concessionária. Um benefício que gera impacto social, para todos que utilizam os seus serviços, além de redução direta na despesa de energia elétrica e um incremento no seu ativo.  

UFLA dinamiza sua rede de energia elétrica

Cabine, próxima ao Lavrastec.

UFLA e Cemig também viabilizaram novos equipamentos para dinamizar a rede de energia elétrica no câmpus, com mais agilidade e confiança. Assim, é possível garantir uma energia sem oscilações na Universidade.

A cabine de medição, localizada próximo ao Parque Tecnológico de Lavras (Lavrastec), facilitou a distribuição da energia elétrica na UFLA. Agora, há alimentadores situados em mais locais e em distâncias menores.

Anteriormente, a alimentação era realizada através de um ponto apenas e percorria uma distância de até 16 quilômetros, passando por diversos bairros de Lavras antes de chegar à UFLA. Ou seja, caso ocorresse algum problema nesse trajeto, o fornecimento de energia elétrica na Universidade era afetado. Com a nova cabine e o caminho otimizado, as chances de ocorrerem problemas diminuem. 

Também foram instalados religadores automáticos em três pontos, com a função de proteger sistemas elétricos de interrupções transitórias, ou seja, ao detectar que houve falha no fornecimento de energia de algum alimentador o religador impede que a energia seja interrompida.