UFLA na Mídia: o uso de madeiras nativas brasileiras no envelhecimento da cachaça



15 de Fevereiro de 2018, 7:20 pm , com 419 visualizações

A Universidade Federal de Lavras (UFLA) desenvolveu uma pesquisa sobre o uso de madeiras nativas para a confecção de tonéis utilizados no envelhecimento da cachaça. O resultado da pesquisa apresenta alternativas que podem melhorar a qualidade da bebida, com um menor custo. 

O tipo mais comum e estudado de madeira para a fabricação de barris ou tonéis é o carvalho, sendo utilizado tanto o americano quanto o europeu, apresentando um custo mais elevado para a produção da bebida. A pesquisa de doutorado realizada no Laboratório de Análises de Qualidade de Aguardente (LAQA), do Departamento de Química (DQI), trouxe uma nova perspectiva para o uso de diferentes tipos de madeiras nativas brasileiras em tonéis recém-confeccionados, conforme Wilder Douglas Santiago, autor do estudo. “Nós comparamos o uso do carvalho com o de outras madeiras nativas brasileiras para verificar a semelhança do perfil físico-químico e da composição química em cachaças armazenadas no período de 12 meses”.

O estudo foi exibido no jornal da EPTV e na Rede Minas, confira:

http://redemais.tv.br/posts/ufla-desenvolve-pesquisa-sobre-armazenamento-da-cachaca 

http://g1.globo.com/mg/sul-de-minas/jornal-da-eptv/videos/v/pesquisa-da-ufla-avalia-uso-de-diversos-tipos-de-madeira-no-armazenamento-de-cachaca/6504660/

Veja também a matéria realizada pelo Núcleo de Divulgação Científica da UFLA:

Pesquisa da UFLA analisa o uso de madeiras nativas brasileiras no envelhecimento da cachaça

Página Eventos UFLA no Facebook

Diretrizes de Comunicação da UFLA

Notícias por data

Fevereiro 2018
D S T Q Q S S
« jan   mar »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728  

Arquivo