Confira o horário de funcionamento do Restaurante Universitário durante as férias letivas (9/2 a 11/3)

O período letivo 2017/2, para os graduandos da UFLA, se encerra no dia 9 de fevereiro de 2018. Por isso, a Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis e Comunitários (Praec) informa os horários de funcionamento do Restaurante Universitário (RU) durante o prazo de férias, que irá até 11/3. O período 2018/1, para os graduandos e pós-graduandos da UFLA, tem início no dia 12 de março.

Cronograma – Restaurante Universitário

  • 9 de fevereiro (sexta-feira) – fornecimento de almoço e marmitex;
  • 10 a 14 de fevereiro – FECHADO;
  • 15 de fevereiro a 11 de março – fornecimento de almoço e marmitex.

 

 

PRPG divulgou editais de programas de apoio à publicação científica – conheça

A Pró-Reitoria de Pós-Graduação da UFLA (PRPG) atualizou os regulamentos dos Programas de Apoio à Publicação Científica em Periódicos de Elevado Impacto (Papei) e Apoio a Novos Programas (Panp), publicando seus editais, referentes a 2018, no dia 1º de fevereiro. Neste ano, o apoio da Pró-Reitoria de Planejamento e Gestão (Proplag) possibilitou a participação de um número maior de docentes em relação aos anos anteriores.

Os dois programas têm como objetivos: ampliar a quantidade de publicações de artigos científicos de qualidade, em periódicos com fator de impacto; incentivar a internacionalização dos programas com notas 4 e 5 na avaliação da Capes com o intuito de melhorar a nota na próxima avaliação; e apoiar grupos que estão formatando a criação de programas de pós-graduação acadêmicos.

Papei

O Papei apoiará financeiramente a taxa de publicação de artigos científicos em periódicos de alto fator de impacto, estratificados em A1, A2 e B1, segundo o Qualis/Capes e que contenham JCR superior a 0,3 – salvo para aqueles que não utilizam o JCR nas avaliações da Capes.

As submissões ao Papei poderão ser feitas por docentes permanentes, pertencentes ao quadro de servidores da UFLA, credenciados em programa de pós-graduação stricto sensu da UFLA que obtiveram notas 4, 5, 6 ou 7 na avaliação mais recente da Capes.

As solicitações deverão ser submetidas pelos interessados à PRPG em fluxo contínuo a partir de 1º de fevereiro, até a data limite prevista no calendário de execução do exercício orçamentário da PRPG.

O Papei destinará até R$ 50 mil para as solicitações neste ano. Será disponibilizado o valor total de R$ 3 mil por solicitante, durante o período de vigência do Programa, para o pagamento de taxas de publicação. Caso as solicitações por docente ultrapassem esse valor, ele deverá apresentar justificativa, com a anuência do programa de pós-graduação ao qual pertence, para que a PRPG avalie o mérito.

Acesse aqui o Edital do Papei 2018.

Panp

O Panp apoiará financeiramente a taxa de publicação de artigos científicos em periódicos estratificados em A1, A2 e B1, segundo o Qualis/Capes da área em que se insere o programa de pós-graduação, existente ou em formatação (redação do APCN), e que possuam fator de impacto JCR maior que 0,001, salvo para aquelas áreas em que esse fator não é utilizado nas avaliações da Capes.

As submissões ao Panp poderão ser feitas por todos os docentes pertencentes ao quadro de servidores da UFLA, exceto docentes credenciados como permanentes em programas de pós-graduação acadêmicos, notas 4, 5, 6 ou 7 (pois estes deverão pleitear o apoio à publicação por meio do Papei).

As solicitações deverão ser submetidas pelos interessados à PRPG em fluxo contínuo a partir de 1º de fevereiro até a data limite prevista no calendário de execução do exercício orçamentário da PRPG.

Para o ano de 2018, será destinado o montante de R$ 50 mil para as solicitações. Será disponibilizado o valor máximo de R$ 2 mil por solicitante, durante o período de vigência do Programa, para o pagamento de taxas de publicação. O docente cujas solicitações ultrapassarem esse valor deverá apresentar justificativa, com a anuência do programa de pós-graduação ao qual pertence, para que a PRPG avalie o mérito.

Acesse aqui o Edital do Panp 2018.

 

Realizada a assinatura do contrato e da ordem de serviço para a construção do Hospital-Dia

Assinatura realizada no Salão dos Conselhos da UFLA

Os prazos para a execução dos projetos passam a contar a partir da próxima segunda-feira (5/2)

Na manhã desta sexta-feira (2/2) foi realizada a assinatura do contrato e da ordem de serviço com o Consórcio CGP- Grupo de Arquitetos e Urbanistas para a construção do Hospital-Dia, uma parceria entre a Universidade Federal de Lavras (UFLA) e a Prefeitura de Lavras.

A assinatura foi realizada entre o reitor da UFLA, professor José Roberto Soares Scolforo e os representantes legais do Consórcio Renato Zica Pimentel e Olival Zica Pimentel.  O valor total do edital de licitação foi de R$ 17.984.441,62. Durante o acordo, o reitor da UFLA destacou a contribuição do deputado Carlos Melles e do ministro da Educação, Mendonça Filho, primordiais na garantia do recurso ao Hospital-Dia.

O Consórcio CGP- Grupo de Arquitetos e Urbanistas é constituído pela empresa Construtora Gomes Pimentel, com sede em Lavras e pelo Grupo Arquitetos e Urbanistas, com sede em Belo Horizonte. Eles serão responsáveis pela elaboração dos Projetos Básicos e Projetos Executivos de Arquitetura e Complementares de Engenharia e Execução da Obra de Construção, incluindo obras e serviços de urbanização, macro e micro drenagem e infraestrutura, atendidas todas as especificações constantes dos anteprojetos, plantas, desenhos e demais complementos que integram o instrumento convocatório. Neste ano, a primeira etapa será a elaboração dos projetos e as devidas aprovações junto à Vigilância Sanitária e ao Corpo de Bombeiros. Após a conclusão desta fase, iniciará a execução da obra de construção. 

Representantes legais da UFLA e do Consórcio CGP- Grupo de Arquitetos e Urbanistas

De acordo com o reitor, todos os esforços serão feitos para que a unidade entre em funcionamento até 2020. “Meu mundo é acadêmico, mas temos esse compromisso com a população de Lavras. É um processo complexo, que envolve obras, aquisição de equipamentos e outros ajustes, entretanto, com muito trabalho e empenho das pessoas envolvidas, chegaremos ao objetivo final, oferecendo um tratamento igual a todos”.

Por meio da assinatura do contrato e da ordem de serviço, os prazos para a execução dos projetos passam a contar a partir da próxima segunda-feira (5/2). A previsão da finalização do Hospital-Dia é abril de 2020. “Preciso que vocês cumpram os prazos, apesar de todas as dificuldades. Se todos se comprometerem será possível finalizar esse projeto de maneira eficaz”, destacou o reitor. 

A proposta de um Hospital-Dia

A parceria vai viabilizar o funcionamento de um hospital-dia no imóvel de propriedade da Universidade onde funcionou o antigo “Hospital do Coração”, na zona oeste do município. Esse modelo de unidade de saúde é inédito na região, prestando 100% dos atendimentos pelo Sistema Único de Saúde (SUS), incluindo consultas médicas especializadas, exames de apoio diagnóstico especializados e cirurgias eletivas de baixa e média complexidade, que exijam internação não superior a 12 horas.

De acordo com dados da Prefeitura, grande parte das cirurgias feitas hoje pelo SUS no município pode ser classificada nessa modalidade. Dessa forma, a estrutura permitirá atender a uma demanda importante da população, com elevação significativa na qualidade dos serviços prestados e redução da sobrecarga dos hospitais da cidade, permitindo que eles se dediquem fortemente aos procedimentos de maior complexidade. Além das especialidades, o planejamento para a estrutura em Lavras prevê o atendimento de emergências.

Pela parceria, a UFLA ficará responsável especialmente pela construção da área física, aquisição de equipamentos especializados e custeio de atividades acadêmicas envolvidas. A Prefeitura contribuirá com equipamentos básicos, profissionais técnicos para atendimento e custeio dos serviços prestados à população.

Um aporte para a formação na graduação e pós-graduação

Além do benefício de atendimento direto à população, o hospital-dia terá papel a cumprir nas atividades acadêmicas dos cursos da UFLA ligados à área de saúde, notadamente Medicina, Nutrição e Educação Física.

O reitor ressalta que a unidade já nasce tendo por princípio a oferta de um serviço de alta qualidade ao cidadão, seguindo o histórico de excelência que marca o percurso da UFLA e sua atuação nas ciências agrárias. “O ponto determinante para nós nessa iniciativa é que estejamos construindo um atendimento de saúde de ponta não só em sua qualidade técnica, mas principalmente no alto padrão de relacionamento que manteremos com cidadãos de todas as classes sociais, garantindo que todos sejam atendidos com a mesma dedicação”.

Mesmo com o hospital-dia em funcionamento, a parceria do curso de Medicina da UFLA com os outros dois hospitais da cidade permanecerá fundamental, especialmente para que os acadêmicos acompanhem os procedimentos de maior complexidade.

Zootecnistas investem na bioclimatologia para proporcionar melhor conforto aos animais

Ambiência na produção animal é uma das grandes preocupações para obter qualidade

Você sabia que os efeitos do clima sobre os animais influenciam no produto final que é consumido? A ambiência na produção animal é um dos muitos fatores que contribuem para garantir um produto de qualidade, proporcionando mais bem-estar ao animal e manejo sustentável.

Especialista em bioclimatologia animal, o professor do Departamento de Zootecnia (DZO) da Universidade Federal de Lavras (UFLA) Rony Antônio Ferreira observa que se a ambiência não estiver correspondendo às necessidades do animal, por mais que esteja com nutrição e genética adequada, o produtor não consegue extrair dele todo o potencial que possui para a produção, seja de carne, leite ou ovos.

Em países como o Brasil, de clima tropical, os animais, muitos de raças originadas de locais com clima mais ameno, sofrem com as altas temperaturas e variações na umidade do ar. Por isso, garantir instalações apropriadas de interação do animal com o ambiente, minimiza os efeitos climáticos que poderiam causar desconforto.

“Se uma vaca passa por estresse devido ao calor, ela diminui a quantidade de proteínas e de gorduras do leite e aumenta a quantidade de células somáticas, isso quer dizer que a qualidade geral do leite piora. Uma porca, por exemplo, na mesma situação, não consegue ingerir alimentos suficientes e produzir quantidade de leite necessária para produzir um leitão de bom desempenho. Já uma galinha, mesmo com uma fonte de cálcio na ração, não consegue depositá-lo. Assim, o ovo pode vir com a casca fina, trincada ou até mesmo sem casca, dependendo da intensidade do estresse. Os efeitos térmicos refletem em toda a cadeia produtiva”, exemplifica o professor.

O conforto térmico, sonoro e sem poluição, além de condições adequadas, tanto em aspectos sanitários, quanto de tratamento de dejetos, fazem parte do bem-estar animal, uma preocupação cada vez maior dos zootecnistas: “Para a produção animal ser rentável, o produtor precisa alinhar: a nutrição, a genética e a ambiência. Na UFLA, o curso de Zootecnia possui 68 horas de aulas práticas e teóricas voltadas à ambiência na produção animal. Tudo isso para que o consumidor receba um produto final mais saboroso, nutritivo e de qualidade, proveniente de animais criados com a melhor comodidade possível”, ressalta Rony.

Texto: Karina Mascarenhas, jornalista- bolsista Fapemig/Dcom. 
Vídeo: Panmela Oliveira, comunicadora – bolsista Fapemig/Dcom. 

Calouros 2018/1: matrícula dos convocados no Sisu e PAS deve ser realizada de 2/2 a 7/2

Os candidatos aprovados na primeira chamada regular do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e do Processo de Avaliação Seriada (PAS/UFLA)  devem realizar a matrícula entre os dias 2/2 e 7/2. Os calouros devem entregar a documentação à Diretoria de Registro e Controle Acadêmico (DRCA), presencialmente ou por Sedex, de acordo com as instruções de matrícula. Essa documentação inclui a ficha-cadastro, disponível em www.drca.ufla.br, impressa e assinada.

Confira aqui a lista de aprovados no Sisu

Confira aqui a lista de aprovados no PAS

Veja aqui as instruções de matrícula para candidatos aprovados


Lista de Espera do Sisu

Até o dia 7/2, está aberto o prazo para inscrição na lista de espera do Sisu. Além dos não selecionados, quem foi selecionado apenas para o curso da segunda opção, mas deseja cursar a primeira, também pode participar, independentemente de ter feito a matrícula. A participação na lista de espera está restrita à primeira opção de vaga do candidato.

A adesão deve ser feita no site do programa, bastando clicar no botão correspondente à confirmação de interesse em participar da lista de espera. 

Atenção: certifique-se de que sua manifestação foi realizada. Ao finalizar a manifestação, o sistema emitirá uma mensagem de confirmação. Como as próximas convocações serão feitas pelas instituições de ensino, os candidatos devem acompanhar as chamadas junto às instituições – na UFLA, pelo site: www.drca.ufla.br.

Segunda chamada

A segunda chamada está prevista para o dia 09/2, para o SiSU e para o PAS. Neste caso, a matrícula será feita de 16/2 a 20/2. Nas instruções de matrícula, é possível visualizar as datas previstas para as demais chamadas.

Início do período 2018/1

De acordo com o calendário acadêmico dos cursos de graduação, a previsão de início do período letivo 2018/1 é no dia 12/3. 

Informações sobre a matrícula

 Informações sobre aproveitamento de créditos e recepção de calouros

Informações sobre avaliação socioeconômica, Restaurante Universitário e alojamento estudantil

 

Saiba mais sobre os cursos de graduação presenciais e a distância da UFLA