UFLA recebe presidente do Comitê Técnico da Confederação Brasileira de Ginástica Aeróbica – seleção brasileira treina e se prepara para mundial

De olho no mundial de Ginástica Aeróbica, que será disputado entre os dias 01/6 e 03/6 na cidade de Guimarães, em Portugal, a Universidade Federal de Lavras (UFLA) recebeu, na última sexta-feira (19/1), a presidente do Comitê Técnico da Confederação Brasileira de Ginástica Aeróbica (CBG) e membro da Federação Internacional de Ginástica (FIG), Maria Eduarda Poli, para o treino da Seleção Brasileira.

A ex-atleta acredita que o Brasil tem boas possibilidades de conquistar um lugar no pódio com o aerodance, prova que colocou os ginastas da UFLA nas primeiras posições no mundial da Coréia do Sul, em 2016. “Para o Brasil, as expectativas são de estar entre as finalistas no aerodance com esta equipe formada na Universidade Federal de Lavras, pois já conquistou este lugar nas finais do último Mundial”, opinou.

Segundo o técnico da Ginástica Aeróbica da UFLA e da Seleção Brasileira, professor Luiz Maciel, a experiência de Maria Eduarda, que possui um lastro histórico dentro do esporte, contribui para um melhor desenvolvimento da equipe, aumentando as possibilidades de conquistar as primeiras colocações. “Ela é árbitro internacional extremamente conceituada e vem com informações importantes para conseguirmos uma preparação e a elaboração mais correta possível das rotinas, para termos boas chances nessa competição mundial”, falou.

Christian Andrade, atleta e graduando no curso de Educação Física da UFLA, também falou sobre a importância do suporte de Maria Eduarda para que o Brasil chegue ao topo das competições. “Estando dentro da FIG como dirigente, pode nos dar um feedback daquilo que estamos fazendo e serve como motivação para quando formos participar de algum campeonato fora do Brasil, para chegarmos no nível de quem está lá em cima”, disse antes de retornar para o treino.

Ginástica aeróbica como possível modalidade olímpica

Na Ginástica de Gala, evento que encerrou a participação das ginásticas nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro em 2016, a modalidade aeróbica foi uma das atrações, embora ainda não configure nos quadros do Comitê Olímpico Internacional (COI).

De acordo com Maria Eduarda, existe dentro da FIG um movimento que visa transformar a ginástica aeróbica em uma modalidade olímpica, mas ainda não encontraram um formato de competição atraente. O aerodance, especialidade dos atletas brasileiros, tem grandes possibilidades de conquistar este espaço.

“Hoje, nós estamos com sete provas na ginástica aeróbica. Uma das provas mais novas, que é o aerodance, na qual a equipe da UFLA vai nos representar mais uma vez no Mundial, tem bastante chance de ser uma prova atraente para o Comitê Olímpico, e é isso que a gente espera conquistar”, disse.

Pode ser que a Martha Mazochi, estudante de 13 anos e ginasta na UFLA, tenha a oportunidade de disputar uma Olimpíada futuramente. Ela contou como ficou conhecendo a Ginástica Aeróbica UFLA. “Na minha escola existia uma ginástica, e resolvi experimentar. Mas quando minha professora saiu, conheci uma amiga que fazia na UFLA e resolvi vir para cá. Gostei muito e continuei”, contou enquanto observava as atividades.

Leonardo Assad, jornalista, bolsista UFLA

Curso de Pedagogia Bilíngue Português-Libras – inscrições podem ser feitas de 25/1 a 5/2

O Instituto Nacional de Educação de Surdos (Ines/MEC) divulgou edital para o processo seletivo do curso de Pedagogia Bilíngue – Licenciatura EAD, para ingresso no primeiro semestre de 2018.  As inscrições podem ser feitas no site do Núcleo de Educação Online do Ines, de 25/1 a 5/2. A divulgação da primeira lista de aprovados ocorrerá no dia 16/2.

A UFLA é um dos 12 polos no Brasil a oferecer a modalidade. São 390 vagas, distribuídas entre as Instituições de Educação Superior.   Podem concorrer candidatos que tenham realizado o Exame Nacional do Ensino Médio – ENEM em uma das 03 (três) últimas edições (2015, 2016 ou 2017).

O curso bilíngue de Pedagogia na modalidade EaD foi concebido dentro do “Plano Nacional dos Direitos da Pessoal com Deficiência – Viver sem Limites”. A responsabilidade pela implementação do projeto é do Ines, assumida a partir de um convite do Ministério da Educação (MEC). Em dezembro de 2017, o curso venceu o Reimagine Education 2018, prêmio que é considerado o “Oscar” da Educação Mundial. Além de conquistar o primeiro lugar na categoria “Educação Híbrida”, quando o curso é ofertado misturando as duas modalidades, online e presencial, o projeto brasileiro alcançou a primeira colocação na categoria geral, com a proposta mais inovadora nas áreas de tecnologia e educação do mundo.

Confira o edital em Libras:

Confira o edital na íntegra.

UFLA anuncia concurso público para professores substitutos em Direito, Ciências Biológicas, Educação, Física e Desenho Técnico

A Universidade Federal de Lavras (UFLA) informa a abertura de concurso público para preenchimento de cinco vagas para professores substitutos nos Departamentos de Direito (DIR), Biologia (DBI), Educação (DED), Física (DFI) e Engenharia (DEG). As inscrições devem ser realizadas no endereço eletrônico www.prgdp.ufla.br/site/selecao-para-professor-substituto, a partir das 9h de 22/1/2018 até às 23h59 de 29/01/2018 (horário oficial de Brasília).

A área e titulação estão especificadas a seguir:

DIR: Direito Civil, Graduação em Direito (uma vaga). 

DBI: Ciências Biológicas, prática e metodologia do ensino de Ciências e Biologia Licenciatura em Ciências Biológicas e Mestrado em Educação em Ciências, Educação para Ciência, Educação Ambiental, Educação e áreas afins (uma vaga).

DED: Educação, Sociedade Brasileira e Diversidade Licenciatura em Pedagogia e Mestrado em Educação (uma vaga).

DFI: Física (Licenciatura ou Bacharelado) com Mestrado em Física ou áreas afins (uma vaga).

DEG: Desenho Técnico Mestrado em Engenharia Civil, Engenharia de Materiais, Engenharia Agrícola, Engenharia Mecânica ou Arquitetura e Urbanismo (uma vaga).

O regime de trabalho é de 40 horas semanais. O candidato aprovado será contratado nos termos da Lei nº 8.745/93, com remuneração correspondente ao nível 1 da classe A, da carreira de Magistério Superior, que será composta de Vencimento Básico acrescido da Retribuição por Titulação – RT, além da parcela referente ao auxílio-alimentação e ao auxílio-transporte. 

Tabela 1 – Regime de trabalho de 40 horas semanais

Titulação exigida Vencimento Básico Retribuição por Titulação Total
Mestrado 3.121,76 1.119,29 4.241,05

Antes de efetuar a inscrição, o candidato deverá tomar conhecimento deste Edital, disponível no endereço eletrônico www.prgdp.ufla.br/site/selecao-para-professor-substituto e certificar-se de que preenche todos os requisitos para a investidura no cargo/área para o qual pretende concorrer. Somente após registrar o “aceite às normas contidas neste Edital”, o candidato terá acesso ao formulário de inscrição

A seleção será feita por meio de prova didática e prova de títulos. As avaliações serão realizadas no Campus da UFLA, a partir de 5/2/2018. Os dias, horários e locais de realização serão divulgados oficialmente, no endereço eletrônico www.prgdp.ufla.br/site/selecao-para-professor-substituto, a partir de 26/1/2018. 

Não será emitido comprovante definitivo de inscrição. É de exclusiva responsabilidade do candidato informar-se sobre as datas, horários e local de prova.

Estudante de Direito da UFLA lança livro de ficção nesta quarta-feira (24)

O estudante do curso de Direito da Universidade Federal de Lavras (UFLA) Pedro Viana se prepara para lançar seu primeiro livro solo intitulado “Encruzilhadas”. A cerimônia de lançamento com tarde de autógrafos e vendas de exemplares será dia 24 de janeiro, na Casa da Cultura de Lavras, de 14h às 17h.

A publicação é da Editora Caligo e possui 250 páginas, sendo uma antologia com sete histórias de ficção sobre personagens que cruzam seus destinos em situações extraordinárias. “Com esse livro eu quis demonstrar a capacidade do gênero de terror e ficção científica revelar dramas humanos”, comenta o autor, “vocês terão boas doses de viagem no tempo, demônios e espíritos vingativos, mas para mim o que importa são os personagens, seus conflitos internos, seus dramas como pessoas complexas com problemas cotidianos. ” Além de Lavras, São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília também receberão o lançamento da obra.

Sobre o autor

Pedro Viana tem  21 anos, é natural de Patos de Minas (MG) e é escritor desde os 15 anos. Em 2012, sua história “Lágrimas de Criança” foi uma das finalistas na categoria terror do Prêmio Henry Evaristo de Literatura Fantástica. Desde então publicou em diversas antologias. Entre elas, destacam-se “Excalibur: histórias de reis, magos e távolas redondas”, publicada pela Editora Draco em 2013, em que participa com o conto “Mau Conselho”, “RedRuM: contos de crime e morte”, publicada pela Editora Caligo em 2014, com “A Vidente”, história que eventualmente se tornou a semente propulsora para construir o universo de “Encruzilhadas”, e “Nada Elementar”, antologia de histórias policiais publicada pela Editora Caligo em 2017 em que participa com o conto “Não há vagas”.

A produção de “Encruzilhadas” foi de três anos, o autor que atualmente vive em Lavras teve que conciliar a vida de estudante universitário e escritor , e já trabalha em seu próximo livro.

Link da página da editora: https://www.facebook.com/CaligoEditora/
Link do evento: https://www.facebook.com/events/2017221478501205/

Karina Mascarenhas- jornalista, bolsista Dcom/Fapemig

 

 

Disciplina de Engenharia Agrícola propõe a construção de um carrinho de rolimã baseado em teorias e técnicas aprendidas

Brincadeira de infância de muita gente, o carrinho de rolimã ainda faz a alegria da criançada Brasil afora ao descer ruas e ladeiras se equilibrando em um pedaço de madeira ou metal com rolamentos de aço. O brinquedo, aparentemente simples, tem sido usado como forma de aprendizagem na disciplina obrigatória de “Elementos de Máquina”, do oitavo período do curso de Engenharia Agrícola, conforme explica o professor da Universidade Federal de Lavras Gabriel Araújo e Silva Ferraz (DEG/UFLA): “ A ideia é que os alunos utilizem elementos aprendidos na disciplina, como: eixos, rolamentos, parafusos, soldas e que façam o desenvolvimento de um carro – neste caso, o carrinho de rolimã. Através do dimensionamento dos elementos de máquina para estes carrinhos, os estudantes poderão fazer cálculos para qualquer coisa, inclusive de grande porte.”

No projeto, os estudantes desenvolvem a parte teórica com cálculos sobre os elementos que compõem o carrinho, bem como a velocidade, resistência e durabilidade, levando em consideração os parâmetros que serão desenvolvidos na corrida. O protótipo, então, é construído em critério livre, segundo a criatividade de cada um, sendo feita apenas uma exigência: que o rolamento (rodas) seja sem cobertura.

A última fase do trabalho é colocar o carrinho de rolimã em prática numa disputa que acontece em um dos morros da universidade, um momento de interação muito aguardado pelos estudantes. “O trabalho em equipe nos proporciona a chance de evoluirmos o lado profissional e pessoal de comunicação organização e responsabilidade”, afirma o estudante Wilson Missina Faria. Para ele, o método de ensino está aprovadíssimo: “Ser apresentado às situações reais e práticas das disciplinas do curso que fazem você pensar, projetar e construir é vital para qualquer aluno dentro da universidade, ainda mais com um pouco de cultura e de memórias da infância.”

Confira vídeo:

Karina Mascarenhas- jornalista, bolsista Dcom/Fapemig