Pesquisa de docente do DES/UFLA sobre herdabilidade recebe menção honrosa em congresso de genética



27 de outubro de 2017, 9:00 am , com 1.217 visualizações

Os professores Daniel (orientador) e Alex (autor), ambos do DES/UFLA

O professor do Departamento de Estatística (DES) Alex de Oliveira Ribeiro, doutorando do Programa de Pós-Graduação em Estatística e Experimentação Agropecuária da UFLA, vem desenvolvendo sua tese com a proposição de um teste estatístico para a detecção de herdabilidade multivariada. O teste elaborado foi apresentado durante o 63th Brazilian-International Congress of Genetics, organizado pela Sociedade Brasileira de Genética, ocorrido em Águas de Lindoia (SP) em setembro. Esse trabalho, intitulado “Multivariate Heritability Test”, recebeu menção honrosa e ficou entre os cinco melhores na categoria Painel – Pós-Graduação na área de Genética Humana.

Alex é orientado do professor Daniel Furtado Ferreira (DES) e coorientado da professora Júlia Maria Pavan Soler, do Instituto de Matemática e Estatística da USP. Os autores enfatizam a contribuição metodológica do trabalho para a Genética Humana, já que propõe um teste estatístico para a detecção de herdabilidade multivariada com grande potencial de aplicação nos estudos de herança de doenças multifatoriais ou complexas, como o Alzheimer, Síndrome Metabólica, algumas doenças cardiovasculares, dentre outras.

“As doenças complexas são causadas por distúrbios de diferentes variáveis no organismo humano, como alterações da pressão arterial, glicemia, colesterol, triglicérides etc, que conjuntamente, levam à manifestação da doença em um indivíduo. Ao se trabalhar com um teste de análise multivariada, os pesquisadores da área têm mais chance de detectar sua herdabilidade do que quando se analisa a herança de cada variável isoladamente”, comenta o professor Alex.

O teste proposto considera as relações de dependência genética entre os indivíduos de uma mesma família, agregando esta informação à variação dos fatores ou variáveis que influenciam na manifestação da doença. Até então, os testes para a detecção de herdabilidade consideravam apenas a influência de uma única variável.

O orientador, professor Daniel Furtado Ferreira, ressaltou que a ideia de desenvolver este teste partiu da professora Júlia M. P. Soler, do IME/USP, e destacou a aplicabilidade em outras áreas: “Há boas expectativas de que esse trabalho também possa ser aplicável em estudos de melhoramento vegetal e animal, por exemplo”.

Para o professor Renato Ribeiro de Lima, coordenador do Programa de Pós-Graduação em Estatística e Experimentação Agropecuária da UFLA, um dos objetivos do programa é desenvolver e fomentar pesquisas metodológicas e aplicadas às mais diversas áreas do conhecimento. ​A tese contribui nesse sentido, tendo aplicabilidade em pesquisas de Medicina e outras áreas.

 

Página Eventos UFLA no Facebook

Diretrizes de Comunicação da UFLA

Notícias por data

outubro 2017
D S T Q Q S S
« set   nov »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

Arquivo