Pós-graduação em Ciência e Tecnologia da Madeira chega à centésima dissertação

Professores que formaram a banca da dissertação

O programa de Pós-Graduação em Ciência e Tecnologia da Madeira, do Departamento de Ciências Florestais (DCF) da Universidade Federal de Lavras (UFLA), alcançou uma importante conquista: a 100ª defesa de dissertação. O trabalho desenvolveu uma técnica rápida e confiável para avaliar a qualidade do carvão. A pesquisa, cujo título apresenta “Aplicação da espectroscopia no infravermelho próximo para estimativa das propriedades do carvão vegetal”, foi desenvolvida pela engenheira florestal Lívia Ribeiro Costa. O professor/doutor Paulo Ricardo Gherardi Hein, do DCF, foi responsável pela orientação.

Para o professor José Tarcísio Lima, do DCF, a centésima dissertação significa a consolidação do programa de pós-graduação, criado em junho de 2006, e o reforço da posição de destaque da instituição no âmbito das Ciências Florestais. Lima ressaltou também que um dos desafios para os próximos anos é avançar com os estudos, levando conhecimento gerado na UFLA para outros países.

O chefe do DCF, professor Luis Antônio Coimbra Borges, enalteceu a qualidade das pesquisas científicas do departamento e o empenho de professores e alunos. “No Brasil o programa já está bastante consolidado e estamos avançando para outros países. Com a pós-graduação forte e com uma seleção bem feita, é certo que vocês (os alunos) terão sucesso na vida profissional”.

Pesquisa

Lívia Costa explicou que o trabalho criou  uma técnica rápida e confiável para avaliar a qualidade do carvão. “Esses modelos matemáticos podem ser aplicados pelas indústrias do setor para controle de qualidade da matéria prima em tempo real”.

Para chegar aos objetivos da pesquisa, foi utilizada a radiação eletromagnética incidida sobre amostras de carvão. Com isso, a informação espectral gerada por equipamento foi usada em modelos matemáticos que são capazes de estimar diversas propriedades do carvão em poucos segundos. A engenheira observou que a rapidez na

Engenheira florestal em apresentação dos dados da pesquisa

análise é importante, uma vez que os métodos clássicos em laboratório demandam mais tempo.

De acordo ainda com a engenheira, o trabalho mostra que, ao conhecerem as características do carvão de maneira rápida, as empresas podem monitorar de forma contínua a qualidade do produto. “Existem poucos grupos de pesquisa no mundo que avaliaram o carvão vegetal pela espectroscopia no infravermelho próximo. O trabalho desenvolvido na UFLA é pioneiro nessa linha e provavelmente servirá como uma referência para o desenvolvimento de novos estudos e aplicações”, destacou.

A banca que avaliou a pesquisa foi formada pelo professor Tiago José Pires de Oliveira, do Departamento de Engenharia (DEG) da UFLA, pela professora Priscila Ferreira de Sales, do Departamento de Ciências e Linguagens/Instituto Federal de Minas Gerais (IFMG) – Campus Bambuí –, e pelo professor Paulo Ricardo Hein.

Texto: Rafael Passos – Jornalista/Bolsita – Fapemig

UFLA sedia pela segunda vez evento importante de Física

Pela segunda vez consecutiva, a Universidade Federal de Lavras (UFLA) recebe um importante evento na área da Física. Trata-se do International Masterclasses – Hands on Particle Physics, que acontecerá em 30 e 31 de março. O programa propõe apresentar aos estudantes do Ensino Médio e professores um campo de pesquisa da Física contemporânea e estimular vocações científicas.

Dessa forma, os participantes podem, por exemplo, acessar um conjunto de dados reais coletados nos experimentos que são implementados no Large Hadron Collider (LHC). O Masterclasses é um programa de divulgação científica voltado à Física de Altas Energias e tem organização do International Particle Physics Outreach Group em parceria com o European Organization for Nuclear Research (CERN).

O evento reúne, a cada ano, cerca de 13 mil estudantes em 52 países. As videoconferências entre pesquisadores do CERN e alunos são uma das atrações do Masterclasses.

A edição de 2017 terá a participação da pesquisadora da área de Física de Altas Energias e Partículas Elementares, a professora Márcia Begalli, do Instituto de Física da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ).

Em 2016, o evento teve como convidado especial o professor Marcelo Munhoz, do Instituto de Física da Universidade de São Paulo (USP), pesquisador da colaboração internacional Alice do LHC-Cern. Em sua palestra, ele abordou o tema aceleradores de partículas. 

A programação completa do programa está no site do evento: https://dfiuflamasterclasses.wixsite.com/masterclassesufla/programacao-2017.

Texto: Rafael Passos – Jornalista/bolsista – Fapemig

Festival de ginástica aeróbica será realizado nesta segunda-feira (27/3) na UFLA

O Gym Fest, festival que marca o final da disciplina Ginástica, terá a sua XIII edição nesta segunda-feira (27/3), no Ginásio Poliesportivo da UFLA, às 19h. A entrada é franca e aberta à comunidade de Lavras e região.

Durante o semestre, os estudantes matriculados na disciplina trabalham na organização deste festival, dividindo-se em grupos, elaborando uma série de ginástica aeróbica e orientando alunos de escolas de Lavras. No Gym Fest, esses grupos apresentam suas séries. Dessa forma, os estudantes da UFLA se iniciam na ginástica e têm a oportunidade de aplicar os conhecimentos recebidos durante a disciplina, ministrada pelo professor Luiz Henrique Rezende Maciel (DEF).

O evento é uma forma de avaliação e também de divulgação da ginástica aeróbica. O primeiro Gym Fest foi realizado em 2010 e conta com a participação de atletas do projeto Ginástica na UFLA.

Serviço – XIII Gym Fest

  • Data: 27/3/2017
  • Local: Ginásio Poliesportivo da UFLA
  • Horário: 19h
  • Entrada franca.
Camila Caetano, jornalista- bolsista DCOM/UFLA.