UFLA na comunidade: em Campo do Meio, projeto de extensão atua com o MST na área de educação



30 de outubro de 2014, 7:15 am , com 2.879 visualizações

campo-do-meio-extensao

Turma do curso de Agropecuária, conversando sobre os trabalhos com estudantes da UFLA.

A quase duas horas de viagem de Lavras está o município de Campo do Meio, no Sul de Minas Gerais. Lá, residem famílias do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST).  No Assentamento “Primeiro do Sul”, e em várias áreas de acampamento da mesma região, um grupo de estudantes e lideranças do movimento se reúne para receber mensalmente a equipe da Universidade Federal de Lavras (UFLA), que desenvolve com eles a parte prática do projeto de extensão “Apoio à Educação no Campo em Áreas de Reforma Agrária”.

O projeto começou em 2012 com outro nome: “Reforço escolar em assentamentos e acampamentos do Sul de Minas Gerais”.  No ano seguinte, foi reformulado e as visitas recomeçaram em 2014. O professor do Departamento de Educação (DED) Celso Vallin mobiliza estudantes de diferentes licenciaturas da UFLA, assim como da pós-graduação. Eles vão até o município para dar apoio e trocar experiências com cerca de 20 estudantes que moram naquela área e frequentam o curso “Técnico em Agropecuária Integrado”, de nível médio, em turma especial do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas (IFSuldeMinas), câmpus de Machado.

Em um modelo experimental, o grupo passa algum tempo interno no Instituto, estudando e realizando atividades, e depois volta para o assentamento, onde permanece por outro período, com a missão de desenvolver tarefas e trabalhos propostos nas aulas, em regime de colaboração. É neste momento que o projeto de extensão da UFLA entra em cena, reunindo-se com os alunos e auxiliando no desenvolvimento dos trabalhos.

“Passamos o dia todo no local e somos muito bem recebidos; os estudantes da UFLA que participam fazem relatórios de suas experiências e revelam aprendizado com as condições de ensino no campo”, conta o professor Celso, apontando como essencial a necessidade de  adaptação dos conteúdos e das abordagens à realidade dos alunos da área rural.

O curso oferecido no câmpus do IFSuldeMinas de Machado é inspirado na experiência pedagógica praticada pelo Instituto de Educação Josué de Castro (IEJC), localizado em Veranópolis (RS), que alia formação política e técnica, num modelo em que os alunos constroem decisões coletivas em relação à escola e são instigados a participar de forma ativa da vida comunitária. Por causa dessa metodologia pedagógica diferenciada, o professor Celso considera que o projeto vai além da extensão. “Acaba sendo uma oportunidade de pesquisa para nós, porque podemos observar as características e os resultados desse projeto experimental do IFSuldeMinas”, avalia.

Além da coloboração no desenvolvimento das tarefas, o projeto incentivou e ajudou a organizar no local um Setor de Educação, formado por moradores que têm a missão de acompanhar a educação das crianças, jovens e adultos da comunidade. “A educação e o acesso à cultura e ao conhecimento, assim como a valorização dos saberes populares, são condições fundamentais para a realização dos brasileiros como seres humanos plenos, com dignidade e altivez”, argumenta o professor.

Sobre o assentamento “Primeiro do Sul”

De acordo com o professor Celso, o assentamento “Primeiro do Sul” é resultado de uma ocupação feita em novembro de 1996. Um ano depois, a área foi desapropriada. Nesses últimos 18 anos, a luta pelo direito à terra continuou em outras áreas, mas somente em 2011 houve uma transferência de terra para o Incra de Minas Gerais, com o propósito de assentar mais agricultores do Movimento no local. Hoje, entre assentamentos e ocupações, há cerca de 500 pessoas morando e trabalhando naquela área.

Para saber mais sobre os assentamentos e ocupações em Campo do Meio, acesse:

http://www.lavras24horas.com.br/portal/campus-machado-e-mst-lancam-primeira-turma-de-tecnico-em-agropecuaria-em-regime-de-alternancia/

http://www.mst.org.br/taxonomy/term/329

http://www.mst.org.br/Assentamento-em-Minas-Gerais-inicia-transicao-do-cafe-convencional-ao-organico

box_extensao

Página Eventos UFLA no Facebook

Diretrizes de Comunicação da UFLA

Notícias por data

outubro 2014
D S T Q Q S S
« set   nov »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

Arquivo