UFLA, Adufla e Sindufla negociam reajustes para os planos de saúde e conquistam adesão para novos servidores



7 de outubro de 2011, 4:47 pm , com 2.159 visualizações

Cibele Aguiar

Em acordo formalizado na última quarta-feira (5/10/2011) entre a comissão de negociação da UFLA e a empresa prestadora de serviços médicos Unimed Lavras, ficou definido que o reajuste anual, que tem como base o mês de setembro, será de 6 % para contrato local e regional e de 8,5% para contrato de abrangência nacional. A Agência Nacional de Saúde (ANS) havia autorizado um reajuste de 7,99% para planos locais e regionais e de 10% para planos nacionais.

Também ficou acordada a possibilidade de inclusão de novos servidores e dependentes legais, além da possibilidade de migração entre os planos. Essas inclusões poderão ser realizadas do dia 17/10/2011 a 25/11/2011, nas mesmas condições dos planos já consolidados e sem a observação de carências. As inclusões no período entre 17 e 31 de outubro terão a vigência a partir de 15 de novembro. As inclusões entre o dia 1º e 25 de novembro terão vigência a partir de 1º/12/2011.

Esse resultado teve o empenho da comissão composta pela Direção Executiva da UFLA, Pró-Reitoria de Planejamento e Gestão (Proplag), Pró-Reitoria de Gestão e Desenvolvimento de Pessoas (PRGDP), em conjunto com as representações: Associação dos Docentes da UFLA – Seção Sindical (Adufla) e Sindicato dos Servidores da UFLA (Sindufla).

No sentido de ampliar a toda a comunidade o acesso aos planos de saúde, o vice-reitor e responsável institucional sobre o tema, professor José Roberto Soares Scolforo, confirma o resultado positivo das negociações.

“A união de docentes e técnicos administrativos aumenta o poder de negociação da UFLA, com benefícios para a comunidade acadêmica e familiares. Com a possibilidade de adesão de novos servidores, cerca de 100 famílias poderão ser contempladas com o plano institucional”, enfatiza.

O presidente da Adufla, professor Samuel Pereira de Carvalho, enfatiza a importância de união de toda a comunidade para que fossem negociadas condições especiais de reajustes e, sobretudo, da possibilidade de adesão para os docentes contratados a partir do fechamento do contrato.

Para os representantes do Sindufla, Evaristo Gomes Guerra Neto (presidente) e Edilson William Lopes (vice-presidente), muitos servidores esperavam pela oportunidade e deverão aderir ao plano institucional, tanto os novos contratados como os servidores que poderão fazer a migração de outros planos.

Resgate das negociações

As negociações para oferecer “plano de saúde” a todos os servidores docentes e técnicos administrativos da UFLA tiveram início em abril de 2009, quando foi composta uma comissão com o objetivo de unir forças para que fosse negociado um plano compatível com a necessidade de todos os servidores. O novo contrato, assinado em 2009, que passou a ser chamado Plano UFLA, ampliou as opções de planos que a Adufla oferecia desde 1993, além do número de beneficiários, estendido aos técnicos administrativos. Entre as vantagens do novo plano, destacaram-se o custo sem observação de faixa etária, a possibilidade de inclusão de dependentes e a opção por um plano regional que inclui os serviços médicos disponíveis em Belo Horizonte.

Página Eventos UFLA no Facebook

Diretrizes de Comunicação da UFLA

Notícias por data

outubro 2011
D S T Q Q S S
« set   nov »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Arquivo