UFLA é contemplada em chamada pública para aquisição e manutenção de equipamentos de Laboratório Multiusuário



16 de Janeiro de 2018, 11:56 am , com 766 visualizações

Laboratório de Microscopia Eletrônica e Análise Ultraestrutural

A Universidade Federal de Lavras (UFLA) obteve mais de três milhões para a aquisição e manutenção de equipamentos de alto custo para o Laboratório de Microscopia Eletrônica e Análise Ultraestrutural (LME), considerado um dos mais completos do País. Em Minas Gerais, apenas duas universidades foram contempladas com a chamada pública MCTI/FINEP/FNDCT 02/2016.

Exatamente R$ 3.618.844 serão utilizados para: adquirir um Microscópio Eletrônico de varredura com sistema STEM, FEG, com capacidades analíticas e de alta resolução; equipamentos de preparo de amostras para microscopia de materiais (área nova na UFLA, com a criação de novos cursos e linhas de pesquisa e inovação); softwares (para análise de imagens e preparo de figuras), além de substituir e atualizar o sistema de microanálise de raios X, que apresentou problemas no final de 2016 e ainda garantir a manutenção dos equipamentos de alto custo do LME, o que tem sido um dos principais gargalos da Universidade.

O Laboratório, coordenado pelo professor Eduardo Alves, é vinculado à Pró-Reitoria de Pesquisa (PRP) e tem como finalidade desenvolver e incentivar a pesquisa científica de alto nível, através do uso da microscopia eletrônica e de luz e de técnicas associadas, bem como desenvolver atividades de ensino. “Esse laboratório, como um modelo de multiusuário, tem permitido a participação em editais com o objetivo de estimular o funcionamento aberto, participativo e cooperativo, contribuindo para a pesquisa e o desenvolvimento do País”, relata o coordenador.

Os principais serviços prestados pelo LME são aulas para os cursos de graduação e pós-graduação da UFLA, cursos de extensão com treinamento na preparação de amostras e uso de equipamentos de microscopia para usuários da UFLA e instituições parceiras, além de serviço de análises de microscopia para empresas privadas.

O LME atende usuários de praticamente todas as áreas de conhecimento da UFLA, principalmente em relação a pesquisas desenvolvidas nas áreas de Ciências Exatas e da Terra, Ciências Biológicas, Engenharias, Ciências da Saúde, Biomateriais e Agrárias. O LME tem auxiliado no desenvolvimento de pesquisa em 22 programas de pós-graduação da Instituição. “Acreditamos que os objetivos de desenvolver a microscopia eletrônica na UFLA e na região estejam sendo alcançados e isto tem contribuído para a melhoria da qualidade dos trabalhos científicos desenvolvidos, fortalecendo assim a UFLA e seus cursos de graduação e pós-graduação”, ressalta o professor Eduardo.

Além disso, nos últimos anos, com o crescimento da UFLA foram criados novos cursos na área de Engenharia, Física, Medicina, entre outros, o que demandaram a contratação de novos professores com formação na área de nanomateriais e nanotecnologia, criando uma demanda ainda mais específica no LME. Nesta direção, a PRP e a reitoria da UFLA, definiram como metas do Laboratório o suporte a esses pesquisadores com ferramentas de microscopia com resolução na escala nanométrica. A UFLA, reconhecendo a importância do LME vem ao longo dos anos apoiando e investindo nesta importante Central Multiusuária de apoio a pesquisa científica e tecnológica.

Desde a sua criação, no LME, foram treinados 415 alunos de pós-graduação, 272 de graduação, 271 usuários de extensão, 21 alunos de iniciação científica e quatro pós-doutorandos; foram publicados 185 artigos científicos em revistas nacionais e internacionais e vários estão em fase de publicação; defendidas 188 teses e dissertações; 17 monografias e, atualmente, 112 projetos de pesquisa em várias áreas do conhecimento encontram–se em andamento.

O coordenador do LME, também destaca que o laboratório tem procurado incentivar o desenvolvimento da sociedade local, abrindo suas portas para visitas. “Nós últimos dois anos tivemos a visita de mais de 50 alunos do ensino médio de três escolas de Lavras, dentro das atividades de um programa que estamos iniciando com a Rede de Microscopia e Microanálise de Minas Gerais, com o objetivo de mostrar aos alunos do ensino médio a área de microscopia e despertar neles o interesse pelos estudos”, comenta.  

Com o novo investimento a expectativa é de gerar mais pesquisas na área de Microscopia e Análise Ultraestrutural, envolvendo organismos vivos como: plantas e animais e suas células/organelas e na área de novos e nanotecnológicos materiais para o agronegócio em cooperação com outras instituições de ensino superiores nacionais e internacionais. Inserindo a UFLA na lista das instituições mais modernas do País e do exterior na área de microscopia, ao aumentar o número e qualidade de publicações em revistas internacionais, pelos pesquisadores e membros dos programas de pós-graduação da Universidade.

Laboratório de Microscopia Eletrônica e Análise Ultraestrutural

O LME foi idealizado em meados dos anos 70 com o apoio do programa BID/Procensul. Em 1982 foi importado por meio da Epamig/Embrapa/ESAL o Microscópio Eletrônico de Transmissão (MET), Mod. EM-109 da Zeiss e alguns acessórios para preparação de amostras. Ele foi montado, definitivamente, em 1986, em espaço especialmente adequado para o equipamento.

O LME foi consolidado em 2002, como uma das Unidades Centrais Multiusuárias de Apoio à Pesquisa, vinculadas à PRP. Em 2003 foi implementada a reforma e modernização do MET (Zeiss EM 109) e a reforma do ultramicrótomo (com o apoio da Finep). Em 2003, com recursos da Finep foram adquiridos: o microscópio eletrônico de varredura (MEV) LEO Evo40 e aparelhos acessórios para preparação de amostras para MEV.

Desde então, com o retorno do professor Eduardo Alves do seu doutoramento na área de Microscopia Eletrônica, na ESALQ/USP com bolsa sanduíche do CNPq na The University of Geórgia, o LME vem atendendo usuários de vários programas de Pós-Graduação da UFLA e de outras instituições de ensino, pesquisa e extensão, além de parceiros privados.

O LME, referência no estado de Minas Gerais, participou da criação da Rede de Microscopia e Microanálise de Minas Gerais.

Infraestrutura física do LME

O LME conta com um novo laboratório de 375 m2, desde 2016, composto de oito salas para aparelhos, dois laboratórios de preparo de amostras, uma sala de aula para 30 alunos/pesquisadores e com adequada infraestrutura para abrigar os equipamentos descritos a seguir, e ainda os aparelhos solicitados na chamada pública descrita anteriormente:

– Microscópio Eletrônico de Transmissão (MET) Zeiss EM 109 com sistema de captura de imagem (câmara CCD e software para análise de imagens;

– Microscópio Eletrônico de Varredura (MEV) LEO EVO 40 XVP, com sistemas de microanálise de raios X da Bruker (Quantax EDS e Software Espirit, e de criotransferência e criobservação da Gatan;

– Microscópio invertido Zeiss observer Z.1 motorizado com sistema Apotome e software Zeiss Axion Vision para captura de imagem e preparação para Laser Confocal;

– Microscópio estereoscópio com epi-fluorescência SMZ 1500 (Nikon);

– Microscópio de Epi-Fluorescência DM 2000 (Leica);

– Microscópio estereoscópio RZ UWF 10X (Meiji);

– Microscópio de luz básico YS100 (Nikon);

– Aparelhos acessórios de preparação de amostras para microscopia: ultramicrotomo (Reichrt-jung ultracut), aparelho Knife Maker (Leica), navalha de diamante (Diatome), aparelho de ponto Crítico CPD 030(Bal-Tec), aparelho evaporador de ouro (Sputtering) SCD 050 (Bal-Tec), aparelho evaporador de carbono (Bal-Tec);

– Ultramicrótomo Leica UC7 equipado com estereomicroscópio Leica M80, sistema óptico zoom para aumentos contínuos de 9.6x até 77x e suporte Ergo-wedge para inclinação e posicionamento ergonômico aos usuários com base antivibratória integrada, unidade de gaveteiros porta-acessórios, para uso com (crio) ultramicrótomos Leica e câmeras digitais Leica IC80 HD (High Definition) e Leica DFC3000G;

– Aparelho para desbaste piramidal de amostras planas ou cilíndricas, Leica EM TRIM2 com estereomicroscópio S6 equipado com par de oculares de 10x de grande campo e retículo de referência de 1mm quadrado/ 100divisões, montado em suporte inclinado para visualização perpendicular da amostra;

– Microscopio Confocal LSM 780 com 34 detectores espectrais, sendo 32 detectores do tipo Gaasp. 6 linhas de laser: 405, 458, 488, 514, 543 e 633nm em estativa de microscópio invertido AXIO OBSERVER Z1 e mesa anti-vibratória marca Carl Zeiss;

– Micróscópio Digital, Dino-lite Digital Microscope Premier com suporte e haste rígida, com aumentos de até 200X;

– Microscópio de Luz PrimoStar Carl Zeiss;

– Workstation Dell, com o programa do Confocal para processamento de imagens. 

Maior investimento em pesquisa

Com a estrutura implantada na UFLA, o crescimento do número e dos conceitos dos programas de pós-graduação superou a média nacional. Esse aumento se deve ao investimento em pesquisa por meio da participação em editais para a implantação de infraestrutura de pesquisa.

A UFLA já implantou, com recursos da Finep, 18 laboratórios multiusuários que se encontram em pleno funcionamento: Central de Biologia Molecular, Central de Computação Científica, Laboratório de Microscopia Eletrônica e Análise Ultraestrutural, Central de Análises e Prospecção Química, Central de Geoquímica Ambiental, Complexo Central de Fitoquímicos, Central de Qualidade e Segurança Alimentar, Central de Pesquisas em Sementes, Central de Pesquisa Animal, Centro de Desenvolvimento de Instrumentação Aplicada à Agropecuária; Central de Novos Materiais, Central de Biomateriais, Biotério Central, Centro de Desenvolvimento Tecnológico em Agropecuária e Centro de Gerenciamento de Resíduos Químicos, Sólidos e Carcaças, Centro de Computação Científica e Aplicada, Centro de Melhoramento Genético de Plantas e Unidade para Procedimentos Técnicos e Científicos em Produção e Qualidade de Carnes. Outras quatro unidades estão em fase de implantação: Centro de Pesquisa em Processamento de Produtos Agrícolas, Centro de Pesquisa em Gado de Leite, Centro de Ciências Ambientais e Ecologia Aplicada e o Centro de Biodiversidade e Recursos Genéticos.

Página Eventos UFLA no Facebook

Diretrizes de Comunicação da UFLA

Notícias por data

Janeiro 2018
S T Q Q S S D
« dez   fev »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

Arquivo