Alysson Paolinelli é agraciado com a Medalha Luiz de Queiroz



4 de setembro de 2017, 11:01 am , com 621 visualizações

Entrega da homenagem a Alysson Paolinelli com o reitor da UFLA,
professor José Roberto Scolforo. (crédito: Gerhard Waller)

O ex- diretor da Escola Superior de Agricultura de Lavras (ESAL), no período de 1966 a 1971, Alysson Paolinelli, recebeu a Medalha Luiz de Queiroz, concedida pela Universidade de São Paulo, Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (USP/ESALQ).

A Medalha Luiz de Queiroz foi instituída por decreto estadual nº. 11.035, de 29 de dezembro de 1977, destinada a galardoar as personalidades brasileiras e estrangeiras, por seus méritos pessoais e relevantes serviços prestados ao Estado de São Paulo em atividades relacionadas com o desenvolvimento da Agricultura.

Alysson Paolinelli tem uma notável trajetória com experiências que o distingue como um dos expoentes da agricultura nacional.  Engenheiro agrônomo formado pela Universidade Federal de Lavras (UFLA), Paolinelli especializou-se nos estudos sobre o potencial da região do Cerrado para a produção agrícola. Foi um dos responsáveis pela criação da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e pelo desenvolvimento do Proálcool.

Entrega da Medalha para Alysson Paolinelli pelo Diretor da ESALQ, Luiz Gustavo Nussio.(crédito: Gerhard Waller)

Foi ministro da Agricultura no governo Ernesto Geisel, de 1974 a 1979. Presidiu a Confederação Nacional da Agricultura (CNA) e elegeu-se deputado federal por Minas Gerais nas eleições de 1986, fazendo parte da Assembleia Nacional Constituinte de 1987-1988. Foi secretário de Estado de Agricultura de Minas Gerais por três vezes, chefe da Delegação Brasileira na Conferência Mundial de Alimentos da FAO e presidente da Associação Brasileira de Educação Agrícola Superior do Brasil.

Em 2006, foi laureado com o prêmio World Food Prize, que condecora personalidades que contribuíram significativamente para o aumento da qualidade e da quantidade de alimentos no mundo. Atualmente é presidente da Associação Brasileira dos Produtores de Milho (Abramilho).

Crédito: Gerhard Waller.

Mineiro de Bambuí, nascido em 1936,  o ex-ministro da Agricultura falou da satisfação em receber a honraria: “Com muita honra atendo esse convite. Estou emocionado e me sinto em casa aqui na ESALQ, uma instituição que muito ajudou nas lutas por uma agricultura sustentável”, afirmou, no Salão Nobre da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (USP/ESALQ), na última quinta-feira (31/8).

O diretor da ESALQ, professor Luiz Gustavo Nussio, destacou a importância de Paolinelli. “O ministro Alysson Paolinelli é uma grande referência, sua trajetória traz um conjunto de conquistas e de pessoas as quais ele cativou para trabalharem em prol de uma causa importante como a agricultura tropical. A ESALQ está feliz em conceder essa premiação uma vez que isso abrilhanta ainda mais o seleto grupo de ganhadores da Medalha Luiz de Queiroz”.

José Roberto Scolforo, e Alysson Paolinelli. (crédito: Gerhard Waller)

O reitor da UFLA, professor José Roberto Soares Scolforo, também presente na solenidade, ressalta a relevância dos serviços prestados por Paolinelli à Instituição e ao País . “A medalha Luiz de Queiroz é uma homenagem tão significante que até hoje só foi atribuída a 13 pessoas. A UFLA foi mencionada ao extremo durante a solenidade, sendo muito gratificante para nós. Alysson Paolinelli foi uma das principais lideranças da nossa história”, destaca.

Clique aqui para conhecer os agraciados com a Medalha Luiz de Queiroz.

Declaração de Iowa

Durante a cerimônia de entrega da Medalha Luiz de Queiroz ao ex-ministro da Agricultura, Alysson Palinelli, professores, funcionários e estudantes da ESALQ tomaram ciência da Declaração de Iowa.

A proposta de Paolinelli pretende dar voz às lideranças brasileiras em agricultura no evento World Food Prize­­­­, a ser realizado em Des Moines (DêMóine), Iowa, USA, em 18 de outubro de 2017. O professor Paolinelli, que tem assento nesse Fórum, será o portador dessa mensagem que oferece, entre os serviços prestados pela Agricultura Tropical, o de ser promotora da paz mundial. Em seu conteúdo, o texto propõe que a Agricultura Tropical assume a importância de marco civilizatório no mundo.

“Para as Nações situadas na zona tropical do Planeta, a Agropecuária e sua cadeia de valor podem representar uma poderosa ferramenta de inclusão social e de redução da pobreza. Trata-se do caminho mais sólido e rápido na direção dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) estabelecidos pela ONU, para 2030. Num mundo de tantas conquistas civilizatória, cenários de fome nesta quadra do Século XXI são simplesmente inaceitáveis”, destaca o documento.

Acesse a Declaração de Iowa .

Colaboração: Assessoria de Comunicação ESALQ.

Página Eventos UFLA no Facebook

Diretrizes de Comunicação da UFLA

Notícias por data

setembro 2017
S T Q Q S S D
« ago    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  

Arquivo