Pela paz na República Democrática do Congo, evento esportivo reuniu quase 200 pessoas na UFLA – veja fotos



12 de junho de 2017, 5:57 pm , com 688 visualizações

A baixa temperatura registrada na manhã de domingo (11/6) não impediu a mobilização das quase 200 pessoas que se reuniram às 8h na Universidade Federal de Lavras (UFLA) para participar da corrida pela paz em prol da República Democrática do Congo (RDC) – a New Chance Peace Race Brasil. O evento é uma iniciativa da New Chance Foudation e ocorre simultaneamente em outros locais do mundo.

Em Lavras, a prova foi organizada com o esforço conjunto da Associação dos Esportistas de Lavras e Região (Asdela), do Circuito Unificado de Corrida de Rua de Lavras e da UFLA, por meio da Coordenadoria de Esportes e Lazer da Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis e Comunitários (Praec) e do projeto de atletismo Cria Lavras. Foram cerca de 150 inscritos, que possibilitaram a arrecadação de um fundo de R$ 3.276,00 em recursos, a serem destinados para a construção de uma sede da New Chance Foudation no vilarejo de Mubambiro, no país africano. A obra contribuirá para ampliar as ações desenvolvidas pela organização humanitária (de atendimento e acolhimento das crianças vítimas da guerra e dos conflitos armados no leste da RDC).

Além da arrecadação de fundos para o projeto, a Corrida teve o objetivo de chamar a atenção da população para situação de conflito em que se encontra o país. Motivado pela causa nobre e pelo gosto pelo esporte, o estudante de Educação Física da UFLA – e atleta do Cria Lavras – Rafael Tobias Rodrigues de Oliveira, foi o campeão (resultado geral masculino), com a prova de 8 Km sendo completada em 27 minutos e 43 segundos. “Estou no atletismo há oito anos e já participei de inúmeras corridas, mas esse é meu primeiro pódio dentro da UFLA”, comenta Rafael.

Já entre as mulheres a primeira colocada foi Isabella Spuri Silvestrini, que pratica corridas há seis anos. A UFLA, além de ter sido a instituição em que ela concluiu a graduação em Educação Física em 2013, é um dos cenários que a atleta utiliza para treinar. Isabela fechou o percurso com o tempo de 37 minutos e 55 segundos. “É uma corrida especial, porque participamos também para abraçar a causa das crianças refugiadas da República Democrática do Congo”, diz.

Os três primeiros colocados das categorias “masculino” e “feminino” receberam troféus e brindes, além das medalhas, distribuídas a todos que completaram a prova. No momento da premiação, a pró-reitoria de Assuntos Estudantis e Comunitários da UFLA, professora Ana Paula Piovesan Melchiori, agradeceu a todos os organizadores e aos participantes, convidando também o público para as próximas ações previstas. Ela anunciou que a prova marcou a retomada da realização de corridas no câmpus da Universidade. “Ainda em 2017 está prevista a corrida Gammon-UFLA (durante as comemorações de aniversário da Universidade), e outra corrida temática para novembro”. Em 2018, os planos são de retomada do Circuito de Corridas na UFLA. A Praec registrou também um agradecimento especial à Prefeitura 

de Lavras, que disponibilizou ambulância para eventuais atendimentos durante o evento. Esteve presente no evento – e participando da caminhada – a coordenadora de Esporte e Lazer da Praec, professora Maria Rachel Vitorino.

O colaborador da New Chance no Brasil, Mark Pereira dos Anjos, diz que o apoio encontrado pela ONG em Lavras é muito significativo para o movimento. 

Além dos oito quilômetros de corrida, os participantes também tiveram a opção de dar seu apoio à causa por meio de uma caminhada de quatro quilômetros.

Classificação

Masculino

1º Rafael Tobias Rodrigues de Oliveira

2º Elvis de Jesus Costa

3º Carlos Eduardo

Feminino

1º Isabella Spuri Silvestrini

2º Sirlene Aparecida da Silva

3º Rachel Athanásio

 

O professor do Departamento de Engenharia da UFLA (DEG) Gilmar Tavares (à esq.) deu seu apoio ao evento. Gilmar coordenou, a partir de 2011, o programa “Vozes da África”, alicerçado na cooperação técnica entre a UFLA, a Agência Brasileira de Cooperação do Ministério das Relações Exteriores do Brasil (ABC/MRE), a Universidade de Kinshasa (UniKin) e a Université Libre des Pays des Grands Lacs (ULPGL). Ao longo de dois anos, o projeto permitiu a capacitação de 60 professores das duas instituições congolesas, tendo como consequência imediata o apoio à agricultura familiar da RDC, gerando empregos e renda, o incentivo ao cooperativismo, a segurança alimentar, além de diversos programas de saúde. À direita na foto está o colaborador da New Chance no Brasil, Mark Pereira dos Anjos.

 

Quem assistiu à prova, não deixou de notar uma participação inusitada: o cão João Branco correu com o dono – o senhor José Mariano Antônio – e completou o percurso ainda cheio de energia.

Notícias por data

junho 2017
S T Q Q S S D
« maio    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

Arquivo