SBZ indica tese defendida na UFLA como a melhor na área de Biologia da Conservação em 2015



29 de Janeiro de 2016, 10:43 am , com 2.201 visualizações

Cecília Gontijo Leal: conservação de cursos d’água na região amazônica

Cecília Gontijo Leal: conservação de cursos d’água na região amazônica

A tese do Programa de Pós-Graduação em Ecologia Aplicada, defendida por Cecília Gontijo Leal, tendo como tema a conservação de cursos d’água na região amazônica, foi indicada como a melhor tese em Biologia da Conservação em 2015, pela Sociedade Brasileira de Zoologia (SBZ). O trabalho foi desenvolvido no âmbito do Programa de Dupla Titulação entre a UFLA e Universidade de Lancaster e teve como orientadores os professores Paulo Santos Pompeu (UFLA) e Jos Barlow (Lancaster University), com a coorientação de Toby Gardner, do Stockholm Environment Institute.

A premiação ocorrerá na abertura do Congresso Brasileiro de Zoologia, no dia 8 de março, em Cuiabá.

A tese “Multiscale anthropogenic impacts on stream condition and fish assemblages in amazonian landscapes” foi defendida no dia 27 de março de 2015, sendo a primeira defesa de doutorado envolvendo a dupla titulação Lancaster-UFLA.

“Acredito que esta premiação só reforça a relevância do trabalho realizado pela Cecília Leal, e a importância de parcerias internacionais, como o programa de Dupla Titulação Lancaster-UFLA, para a melhoria da qualidade de nossa pós-graduação”, reforçou o orientador Paulo Pompeu.

O estudo abordou o impacto de atividades humanas sobre a condição ambiental e fauna de peixes de igarapés amazônicos

O estudo abordou o impacto de atividades humanas sobre a condição ambiental e fauna de peixes de igarapés amazônicos

O estudo abordou o impacto de atividades humanas sobre a condição ambiental e fauna de peixes de igarapés amazônicos. A pesquisa foi realizada no Estado do Pará – sendo avaliados córregos a partir de cinco bacias hidrográficas em duas grandes regiões (Santarém e Paragominas, ambas com mais de 1 milhão de ha) na Amazônia Oriental, fronteira agrícola-florestal brasileiro. Nessa região, atividades como agricultura, pecuária, entre outras, têm levado à intensa alteração das paisagens naturais. Em particular, o estudo enfatiza a necessidade de abordagens que vão além da proteção de matas ciliares dentro de propriedades individuais, tal como preconizado pela legislação ambiental brasileira vigente.

Para a autora da tese, a premiação deve ser compartilhada com os orientadores, já que a qualidade do trabalho é fruto de uma intensa parceria e de uma análise mais global e multidisciplinar sobre a temática. “A premiação reforça a importância do estudo, pioneiro para essa região da Amazônia, e de discutirmos estratégias de conservação e manejo não apenas dos peixes, mas de todo o sistema de cursos d’água de pequeno porte”, reforça Cecília.

Em fevereiro de 2016, Cecília Leal finaliza o pós-doutoramento no Programa de Pós-Graduação em Ecologia Aplicada, que teve como objeto de estudo a conservação de cursos d’água na região do Cerrado Mineiro. Em março, ela inicia mais um pós-doutoramento no Instituto de Pesquisa – Museu Paraense Emílio Goeldi, em Belém (PA). Nessa nova etapa, o tema da tese premiada terá continuidade, com análises mais aprofundadas e com a mesma equipe de orientação.

Página Eventos UFLA no Facebook

Diretrizes de Comunicação da UFLA

Notícias por data

Janeiro 2016
S T Q Q S S D
« dez   fev »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Arquivo