IPC: Inflação de dezembro foi de 1,37% – índice acumulado em 2014 ultrapassou 14%



6 de Janeiro de 2015, 1:50 pm , com 2.457 visualizações

IPC-249x191De acordo com o Índice de Preços ao Consumidor (IPC), calculado pelo Departamento de Administração e Economia da Universidade Federal de Lavras (DAE/UFLA), a inflação acumulada em 2014 foi de 14,43%. O percentual ficou acima da meta estabelecida pelo governo para o ano, que era de 4,5 %, com tolerância de 2% para mais.

O custo da cesta básica de alimentos para uma família de quatro pessoas passou de R$ 424,88, em janeiro, para R$ 439,70, em dezembro, ou seja, a alta foi de 3,48% em 2014.

Os índices de dezembro

Em dezembro, o IPC da UFLA ficou em 1,37%, influenciado, principalmente, pelo setor de bebidas, que teve alta média de 3,94%; pelas despesas de vestuário, com aumento de 6,39%; pelos gastos com material de limpeza (4,55%) e pelo grupo alimentos, que ficou, em média, 4,68% mais caro para o consumidor.

Nessa última categoria, todos os segmentos tiveram alta de preços: os alimentos in natura subiram 17,89%; os semielaborados registraram alta de 5,55% e os industrializados ficaram 2,69% mais caros.

Entre os alimentos in natura, as maiores altas foram verificadas nos preços da batata (39,46%), da vagem (32,29%), do pimentão (57,03%), do repolho (36,96%), do abacaxi (31,94%), do abacate (67,44%) e do limão (49,12%). Dos itens que compõem os semielaborados, as altas ficaram com o arroz (19,52%) e as carnes em geral (bovina, suína e frango), com aumento médio de 7,4%. E no setor de industrializados, a pesquisa constatou que os principais aumentos foram no preço do trigo (34,25%), do polvilho (41,3%), da farinha de milho (60,6%), dos pães (média de 35,56%), do creme de leite (28,98%) e do leite condensado (25,12%).

Também tiveram elevação em dezembro os grupos associados aos setores de transporte (0,7%), serviços gerais (água, luz, telefone e gás de cozinha – 0,31%), educação e saúde (0,47%) e higiene pessoal (0,58%).

Outros grupos pesquisados pela UFLA, como gastos com moradia e com lazer, mantiveram uma média estável de preços, à exceção dos bens de consumo duráveis (eletroeletrônicos, eletrodomésticos, móveis e informática), que ficaram mais baratos no mês, com queda de 1,87%.

O preço da cesta básica de alimentos para uma família de quatro pessoas subiu 1,75% no último mês do ano, passando de R$ 438,93, em novembro, para R$ 439,70, em dezembro.

Página Eventos UFLA no Facebook

Diretrizes de Comunicação da UFLA

Notícias por data

Janeiro 2015
S T Q Q S S D
« dez   fev »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

Arquivo