Repositório Institucional da UFLA é tema de artigos apresentados em conferência realizada em Portugal



21 de outubro de 2014, 2:53 pm , com 1.671 visualizações

Simone Medeiros e Nivaldo Oliveira participaram da 5ª Conferência Luso-Brasileira sobre Acesso Aberto

Simone Medeiros e Nivaldo Oliveira participaram da 5ª Conferência Luso-Brasileira sobre Acesso Aberto

No período de 6 a 8 de Outubro,  os servidores da Biblioteca da Universidade Federal de Lavras (UFLA) Simone Assis Medeiros e Nivaldo Oliveira participaram da 5ª Conferência Luso-Brasileira sobre Acesso Aberto (5ª Confoa), realizada na Universidade de Coimbra, Portugal.

Durante o evento, foram apresentados dois trabalhos sobre as experiências da UFLA: “Ações de continuidade e sustentabilidade da implantação do repositório institucional da Universidade Federal de Lavras (RIUFLA)”, de autoria de Simone Medeiros, Patrícia Aparecida Ferreira, Eliana José Bernardes e Nivaldo Oliveira e, “Técnica de recomendação e recuperação de conteúdo para repositórios institucionais baseado na Universidade Federal de Lavras (UFLA)”, de autoria de Thiago Bellotti Furtado, Ahmed Ali Abdalla Esmin e Nivaldo Oliveira.

A Conferência teve como objetivo promover a partilha, discussão, produção e divulgação de conhecimentos, práticas e pesquisas sobre o acesso aberto em todas as suas dimensões e perceptivas, servindo de catalisador à disseminação de políticas, investigação e desenvolvimento na área. Buscou reunir as comunidades portuguesa e brasileira que desenvolvem atividades de pesquisa, desenvolvimento, gestão de serviços e definição de políticas relacionadas com o acesso aberto ao conhecimento, por meio de repositórios e de revistas de acesso aberto.

Na avaliação do diretor da Biblioteca Universitária da UFLA, Nivaldo Oliveira, as apresentações em pôster e Pecha Kucha tiveram um formato atrativo e provocaram o interesse dos participantes. Entre as ações que foram apresentadas no evento, como proposta para a continuidade e sustentabilidade do RIUFLA, está a divulgação e promoção do repositório dentro e fora da UFLA. “Foi possível ver que o RIUFLA já tem grande destaque no cenário brasileiro, sendo citado em três outros trabalhos apresentados na conferência”, destacou Nivaldo Oliveira.

Acesso aberto em debate

Os temas centrais do evento versaram sobre questões como: repositórios de publicações científicas; redes de repositórios de publicações científicas; revistas científicas de acesso aberto; repositórios de dados científicos; políticas e mandatos de acesso aberto; interoperabilidade entre os repositórios e outros sistemas de informação de apoio à atividade científica e acadêmica; sistemas de gestão da ciência e tecnologia (CRIS); Preservação digital; direitos de autor; acesso aberto, bibliometria e métricas alternativas.

Troca de Experiências

02.04-repositórioDurante o evento, os servidores da UFLA tiveram a oportunidade de visitar a Biblioteca Universitária da Universidade de Coimbra; a Biblioteca Joanina construída no século XVIII – uma das mais ricas bibliotecas do mundo; a Biblioteca Nacional Portuguesa, a Biblioteca da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa (ULisboa) e a Biblioteca do Núcleo de Documentação da Reitoria da ULisboa, onde foi possível vivenciar a cultura daquela instituição, quanto às técnicas de biblioteconomia, com destaque para a aplicação de uma política mandatória de informação, que obriga os pesquisadores a depositarem suas publicações no seu RI e promove várias iniciativas de motivação e conscientização para publicação em acesso aberto.

Para Nivaldo Oliveira, a participação no evento fortaleceu e confirmou as iniciativas da UFLA no sentido de buscar a troca de experiências e parcerias entre gestores de repositórios brasileiros e portugueses; reestruturar a Política Institucional de Informação (PIIUFLA) quanto a obrigatoriedade do depósito e equipe técnica; promover ações de divulgação e sensibilização dos pesquisadores; identificar comunidades e pessoas “exemplos”, líderes de opinião na universidade, para que possam colaborar na divulgação do repositório; publicar artigos sobre o RIUFLA em revistas e eventos sobre acesso aberto, visando sua divulgação fora da instituição; integrar o RIUFLA ao projeto de internacionalização da instituição buscando fortalecê-lo quanto aos depósitos, recursos humanos e materiais; oferecer treinamentos e consultorias a outras instituições que estão buscando a implantação de repositórios e promover ações que visam aumentar a pontuação do RIUFLA no Ranking Webometric.

“A participação em eventos dessa natureza além de promover maior integração entre os profissionais é muito importante para a troca de experiências, a busca de parcerias e a própria divulgação do repositório e da instituição. A discussão sobre os temas abordados no evento e as visitas técnicas possibilitou uma visão mais ampla do que vem sendo implementado por outras instituições quanto aos repositórios institucionais e sobre as ações e as políticas adotadas”, considerou.

A UFLA já conseguiu a migração de todas as dissertações e teses para o RIUFLA e segue agora para novas formas de inovar, como é o caso da utilização de técnicas de recomendação de conteúdo, utilizando algoritmos de aprendizagem e classificação baseados em redes neurais e estatísticas. Além disso, busca formas alternativas de integração dos depósitos a outras bases de dados, como Web of Science, Scopus e Plataforma Lattes.

“O conhecimento adquirido e a troca de experiência possibilitará a busca de novas tecnologias e adequação do RIUFLA, possibilitando uma maior divulgação e visibilidade da produção científica dos pesquisadores da instituição e consequentemente o fortalecimento do repositório e melhor pontuação nos rankings. Com o amadurecimento do RIUFLA, é possível que as políticas sejam revistas, analisadas e replanejadas para se adequarem às necessidades da instituição”, conclui Nivaldo.

 

Notícias por data

outubro 2014
S T Q Q S S D
« set   nov »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

Arquivo