Estudantes da UFLA participam do Innovation Camp e apresentam tecnologias



28 de agosto de 2013, 5:29 pm , com 63 visualizações

28.08 simi empreendedorismoDuas equipes de estudantes de pós-graduação da Universidade Federal de Lavras (UFLA), participantes da 2ª edição do Programa Mineiro de Empreendedorismo na Pós-graduação, apresentaram suas tecnologias no Innovation Camp, que reuniu estudantes de pós-graduação, representantes de universidades, governo e mercado, nos dias 21 e 22 de agosto, no Instituto Inhotim.

O evento é uma iniciativa da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sectes), por meio do Sistema Mineiro de Inovação (Simi) e da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig), utilizando a metodologia original desenvolvida pelo Instituto Inovação.

O Innovation Camp faz parte da 2ª edição do Programa Mineiro de Empreendedorismo na Pós-graduação, torneio de inovação que neste ano envolve cerca de 100 estudantes de mestrado e doutorado de nove instituições de pesquisa e ensino superior do estado. Também estão envolvidos núcleos de inovação tecnológica, docentes e profissionais da área.

Inovação na academia

Os estudantes da UFLA apresentaram duas tecnologias: a Reabilite, software para a reabilitação de áreas degradadas a partir de uma simulação em solo virtual (equipe: Bráulio Xavier de Moraes, Helane Silva, Juliana Ribeiro, Márcia Leite dos Santos); e, em conjunto com estudantes da Universidade Federal de Itajubá (Unifei), o Sherbets, mistura base em pó para formulação de sorvete com baixo teor de açúcar e gordura. Light e com poucas calorias, o produto é fortificado com ferro adicionado para combater a anemia ferropriva (equipe: Rebeca Nonato Silva e Tales Márcio de Oliveira Giarola (UFLA) e Kascilene Gonçalves Machado e Tatiane Costa leite (Unifei)).

Além da apresentação das equipes, o evento reuniu destaques nacionais e internacionais que propõem novas formas de agir, pensar e ser no mundo contemporâneo.

Os estudantes do Programa Mineiro de Empreendedorismo na Pós-graduação também participaram de sessões com mentores das mais diversas áreas de negócios, que os ajudaram a entender os desafios dos planos inovadores e aprimorar seus modelos de negócios. Nas Mesas Temáticas, os futuros empreendedores tiveram a ajuda de especialistas para esclarecer dúvidas sobre temas ligados à inovação tecnológica como: propriedade intelectual, fomento, investimentos, financiamento, Sistema Mineiro de Inovação (Simi), ambiente de inovação (parques e incubadoras), marketing e internacionalização e criação de empresas.

Ao todo, 20 Planos de Inovação inscritos no Programa Mineiro de Empreendedorismo na Pós-graduação foram apresentados. Soluções de produtos em sustentabilidade, agricultura, engenharia, mobilidade urbana e saúde foram alguns dos destaques.

Ao final do evento, todos foram desafiados a construir a Carta Innovation Camp. Com uma dinâmica participativa com os atores representativos da cadeia de inovação (governo, centros de pesquisa, empresas, setor financeiro e fundos), foi criado um manifesto que traz a visão de futuro deste grupo sobre a inovação em Minas. As propostas foram consolidadas e apresentadas no fim do evento. Uma versão final será entregue ao governador de Minas Gerais e divulgada para a imprensa e participantes.

O presidente da Fapemig, Mário Neto Borges, elogiou essa forma de impulsionar a inovação e o empreendedorismo em Minas Gerais. “Esta iniciativa da Sectes, Simi e Instituto Inovação está de parabéns! Minha expectativa é que nasçam daqui boas ideias que possam ser exploradas a fundo de três formas: novos empreendimentos, novas políticas públicas para a inovação e transformações no processo de inovação no setor empresarial. Sabemos que este é um processo novo, uma primeira rodada, mas espero que inicie uma mudança de postura e atitude individual, independente de onde as pessoas atuem. Que levem isto para sua formação e se transformem em profissionais atuantes, ativos e críticos.”

Estiveram presentes também o diretor de Ciência, Tecnologia e Inovação da Fapemig, José Policarpo Gonçalves de Abreu; o secretário-adjunto de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior de Minas Gerais, Evaldo Vilela; e o superintendente de Inovação Tecnológica da Sectes, José Luciano Pereira.

Próximos Passos

A próxima etapa do programa acontece em novembro, quando os estudantes deverão produzir vídeos que serão votados pelo público e por um júri de profissionais notáveis. Nesta fase, cinco planos de inovação serão selecionados para a final. O vencedor do programa será premiado com uma viagem a um centro de tecnologia internacional.

Acompanhe todas as novidades do programa pelo site www.empreender.simi.org.br.

Com informações da Assessoria de Comunicação Sectes